Embratur

Receita do turismo cresce 5,94% no Brasil no primeiro semestre

por — publicado 27/07/2018 00h00,
última modificação 27/07/2018 16h01

Foto por: Embratur

Turistas em Jericoacoara (CE)

Turistas em Jericoacoara (CE)

Uns dos motivos para o crescimento é resultado do trabalho conjunto entre Embratur e MTur na promoção do turismo brasileiro no mercado internacional

Dados da Diretoria de Estudos Econômicos e Pesquisa do Ministério do Turismo revelam que, em comparação ao primeiro semestre de 2017, a receita cambial turística foi 5,94% superior em 2018, um total de US$3,24 bilhões injetados na economia brasileira por turistas estrangeiros.

No mês de junho de 2018, a receita cambial referente aos gastos de turistas estrangeiros no Brasil foi de US$ 379 milhões, correspondendo a um percentual de 0,52% superior a junho de 2017, quando a receita foi de US$ 377 milhões.

Os resultados demonstram a importância de mais investimentos para o setor no Brasil, o mercado de turismo internacional é altamente competitivo e já faz parte de uma das principais fontes arrecadadores de alguns países. Na Espanha, em 2017, o turismo contribuiu com 14,9% do PIB, relatório do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) aponta que a evolução se deve às boas ligações de transporte, qualidade da oferta, experiência e colaboração entre as administrações públicas e as empresas privadas do país.

No Brasil, recentemente, a Embratur e o Ministério do Turismo uniram forças na promoção do turismo internacional e lançaram a campanha #FelizesPorNatureza, que impactou mais de 300 milhões de pessoas durante a Copa do Mundo na Rússia. As ações no mercado russo foram estratégicas, no ano passado, 23 milhões de russos viajaram para outros países, apenas 19 mil escolheram destinos brasileiros.

Voltar ao topo