EMBRATUR

Mercosul e Aliança do Pacífico juntos pelo turismo

por — publicado 20/01/2016 00h00,
última modificação 20/01/2016 17h31

Foto por: Ascom/Embratur

Ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves; ministra do Turismo do Chile, Javiera Montes, e presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, na abertura da Fitur 2016

Ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves; ministra do Turismo do Chile, Javiera Montes, e presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, na abertura da Fitur 2016

Argentina, Brasil, Chile e Paraguai trabalham na elaboração de roteiros turísticos integrados

A Fitur – Feira Internacional de Turismo, em Madri, uma das maiores do mundo, serviu de palco para os ministros do Brasil, Argentina, Paraguai e Chile traçarem uma estratégia de promoção turística conjunta. Acompanhado do presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinícius Lummertz, o grupo formado pelos ministros do Turismo do Brasil, Henrique Eduardo Alves, da Argentina, Gustavo Santos, do Paraguai, Marcela Bacigalupo, e do Chile, Javiera Montes, firmou pacto de estreitarem a relação dos países por meio do setor de viagens.

A representante do Chile, Javiera Montes, propôs a formalização da parceria com o Brasil por meio de um memorando de entendimento amplo e profundo, a ser assinado na próxima reunião do Mercosul, em abril, no Uruguai. "Os dois países sairão fortalecidos", comentou Javiera, no estande do Brasil na Fitur. Em 2015, 460 mil brasileiros desembarcaram no Chile. O Brasil, por sua vez, recebeu 330 mil chilenos no mesmo período.

Na oportunidade, o presidente da Embratur defendeu que os dois países façam promoções integradas e propôs ampliar a troca de informações para que os mercados ganhem competitividade. “A aproximação com os países da aliança do Pacífico, que o Chile lidera, é fundamental para o crescimento do turismo dos países vizinhos e para atrair europeus e americanos para destinos dos nossos países", avaliou o presidente da Embratur, sugerindo, também, maior presença de autoridades e lideranças do setor privado em eventos realizados pelos vizinhos. 

Ainda no primeiro dia da Fitur, o ministro Henrique Eduardo Alves se encontrou pela primeira vez com o ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos. A Argentina é o principal destino emissor do Brasil. Dos 6,4 milhões de estrangeiros que visitaram o país em 2014, cerca de 1,6 milhão vieram da Argentina.

Diante dos bons resultados logo no início da Feira, Vinícius Lummertz reforçou a importância da iniciativa para a troca de experiência e compartilhamento de aprendizados: “Além da perspectiva de bons negócios, estar aqui na Fitur, tanto para nós quanto para os parceiros, é uma oportunidade única de troca. Afinal, estamos na Espanha, país com muita tradição no turismo e que ocupa o primeiro lugar no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial”.

Fitur 2016

A 36ª edição da Fitur reunirá, em uma única plataforma, ações comerciais e de marketing que, combinadas, resultam numa relevante relação custo-benefício ao expositor, que tem acesso rápido e direto aos seus clientes. A iniciativa ocorre até o próximo domingo, 24 de janeiro. Em 2015, mais de 222,5 mil pessoas participaram a Feira, entre profissionais do setor, jornalistas e visitantes. Os organizadores esperam bater o recorde de público este ano.

Com informações do Ministério do Turismo 

 

Voltar ao topo