EMBRATUR

Embratur em mutirão contra o mosquito Aedes Aegypti

por — publicado 29/01/2016 00h00,
última modificação 29/01/2016 17h08

Foto por: .

Equipe de vigilância ambiental do GDF faz vistoria buscando focos do mosquito Aedes Aegypti na sede da Embratur

Equipe de vigilância ambiental do GDF faz vistoria buscando focos do mosquito Aedes Aegypti na sede da Embratur

“Dia D” marca ampla mobilização de servidores e colaboradores do Instituto

Esta sexta-feira (29) foi marcada na Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) pelo “Dia D”, ação de mobilização para combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya. A proposta da campanha é informar as equipes do Instituto sobre os riscos de proliferação do mosquito, de forma que os cuidados com a Saúde sejam compartilhadas entre suas famílias e a sociedade.
 
“O nosso esforço tem sido no sentido de sensibilizar e engajar os nossos servidores e colaboradores nesta causa. Todos são multiplicadores de informações no ambiente de trabalho, casas e comunidades. Precisamos, efetivamente, eliminar o mosquito causador dessas doenças”, afirmou Tufi Michreff Neto, diretor de Administração e Finanças da Embratur.
 
Durante todo o dia, os servidores e colaboradores do Instituto participaram de palestras – no Ministério do Turismo e na Embratur – e acompanharam a equipe da Vigilância Ambiental do Governo do Distrito Federal (GDF) na “caça” a possíveis focos do mosquito. Também foi implementada uma rotina de verificação em busca de fontes potenciais de hospedagem e reprodução do Aedes Aegypti.
 
“O ovo, em contato com a água, vira uma larva em apenas 30 minutos. Por isso, devemos estar atentos a qualquer água parada para não estimular o desenvolvimento do Aedes Aegypti”, alertou a representante da Vigilância Ambiental do Governo do Distrito Federal, a bióloga Lorrainy Bariasson, que deu dicas importantes para evitar a hospedagem, reprodução e proliferação do mosquito para o público presente.
 
O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, deixou uma mensagem por vídeo aos participantes: “Para fazer essa faxina, precisamos da participação de todos. O País vai superar essa doença com um combate efetivo”. Ele também citou o slogan da campanha “O mosquito que mata não pode nascer”.


Sobre a campanha
O governo federal mobilizou 19 ministérios e outros órgãos federais para atuar conjuntamente neste enfrentamento, além da participação dos governos estaduais e municipais. Além de campanhas informativas na mídia, estão previstas parcerias com segmentos religiosos, educacionais, sindicais, patronais, indústria, comércio, turismo, controle social, ONGs e sociedades científicas.
 
Assim como os demais órgãos da Administração Pública Federal, a Embratur aderiu à campanha de combate ao Aedes Aegypti, que acontecerá até o dia 04 de fevereiro. “Mas o nosso mutirão continuará. Periodicamente faremos vistorias em nossas unidades no Setor Comercial Norte, Setor Bancário Norte e Setor do Automóvel”, finalizou Tufi Neto.
 
Checklist “Turismo sem zika”:
 
  Tampe os tonéis e caixa d´água;
  Mantenha as calhas sempre limpas;
  Deixe as garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
  Mantenha lixeiras bem tampadas;
  Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
  Limpe, semanalmente, ou preencha pratos de vasos com areia;
  Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
  Limpe a bandeja coletora de água do ar-condicionado;
  Limpe a base e evite o acúmulo de água no filtro;
  Limpe a água do umidificador de ar;
  Retire água acumulada na área de serviço atrás da máquina de lavar roupa;
  Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
  Piscina em uso deve ser tratada com cloro semanalmente;
  Limpe ralos e canaletas externas;
  Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
  Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d´água;
  Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.
 
Para mais informações sobre como combater o mosquito, acesse http://combateaedes.saude.gov.br/ ou disque 136.
 
#ZikaZero

Voltar ao topo