Embratur

Embratur debate futuro do turismo brasileiro ex-secretário-geral da OMT

por — publicado 18/09/2019 00h00,
última modificação 19/09/2019 10h49

Foto por: Embratur

Taleb Rifai e o presidente da Embratur se reuniram nesta quarta-feira, na Suécia

Taleb Rifai e o presidente da Embratur se reuniram nesta quarta-feira, na Suécia

Presidente Gilson Machado Neto se reúne com Taleb Rifai, hoje conselheiro da ATTA, para troca de experiência e apresentação de novas ações do Instituto

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Gilson Machado Neto, apresentou, nesta quarta-feira (18), em Gotemburgo, na Suécia, as novas ações de promoção internacional do Brasil a Taleb Rifai, ex-secretário-geral da Organização Mundial do Turismo e consultor especial da ATTA (Adventure Trade Trade Association), uma das principais organizações promotoras do ecoturismo e turismo de aventura do mundo.

O economista jordaniano elogiou as propostas elencadas e considerou o momento oportuno para o Brasil reforçar a importância econômica e social do turismo. Ele previu grandes avanços com o plano e se dispôs a contribuir para a consolidação do país como importante destino de viajantes. “A isenção de vistos, assim como já foi feito para Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão, é um meio seguro e ágil. A minha sugestão é que seja aberto para mais países e que haja sempre uma facilitação para o turista internacional. Outra experiência também promissora é o aumento da conectividade”, alertou Taleb Rifai ao presidente da Embratur, que esteve acompanhado do chefe da Assessoria de Gestão Estratégica do Instituto, Rafael Luisi.

Gilson Machado Neto ressaltou que a intenção da Embratur, junto com a Presidência da República, é de consolidar a “Marca Brazil” no mercado internacional. “Um exemplo a ser seguido é o da Índia, que criou o ´INCREDIBLE INDIA´. Acreditamos no potencial de comercialização de um país através de sua marca”, destacou o presidente.

Durante o encontro, Taleb Rifai sugeriu, ainda, ações focadas no público-final. Além do branding, que envolve toda construção da imagem em torno de uma marca, ele afirmou que é fundamental que o Instituto invista em campanhas de marketing, trabalhe pela facilitação dos vistos, em especial os eletrônicos, além do aumento da conectividade aérea, promoções hoteleiras e pacotes de viagens.  

“O Brasil é um continente, tem muito a oferecer. Um país é representado por sua língua, sua cultura, e o Brasil tem muito mais que uma só, por isso, é preciso focar na ´multiculturalidade´ da nação. Além disso, o turismo doméstico brasileiro é muito importante. Ele faz com que a economia local se movimente, gerando emprego e renda. Também deve haver a facilitação de viagens internas”, afirmou Rifai.

O presidente Gilson Machado Neto convidou Taleb Rifai para ser conselheiro da Embratur. Ele se dispôs a contribuir para a consolidação do país como importante destino de viajantes. “Eu custo muito caro, por isso, farei de graça pelo amor que tenho ao Brasil”, afirmou.

Voltar ao topo