EMBRATUR

Embratur apresenta turismo náutico aos norte-americanos

por — publicado 22/03/2016 00h00,
última modificação 22/03/2016 17h22

Mercado dos cruzeiros atrai mais de 130 mil turistas estrangeiros ao Brasil a cada ano

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participou, na última semana, na cidade de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, do Seatrade Cruise Global 2016, conferência anual do nicho de Turismo Náutico. Anteriormente conhecida como Cruise Shipping Miami, é considerada a mais importante feira do nicho de mercado do segmento. A Abremar (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), o BC Port da Ilhabela (SP) e de Balneário Camboriú, Itajaí e São Francisco do Sul (SC) apresentaram o potencial brasileiro no estande da Embratur. 

“O mercado de cruzeiros é promissor para o Brasil. Atualmente, atrai mais de 130 mil turistas estrangeiros ao País”, afirmou Gilson Lira, presidente substituto do Instituto. Segundo Lira, com a isenção de vistos durante os Jogos Olímpicos para nações estratégicas, incluindo os Estados Unidos, além das ações de promoção no País, a tendência é aumentar o fluxo desses visitantes para o Brasil”, destacou.  

No estande, o chefe da Assessoria de Projetos e Parcerias da Presidência da Embratur, Marco Lomanto, o chefe de divisão da Coordenação Geral de Segmentos Turísticos, André Netto, e o gerente do Escritório Brasileiro de Turismo em Nova Iorque, Miguel Jerónimo, receberam a visita do cônsul adjunto do Brasil em Miami, Alexandre Scudiere Fontenelle, e das analistas Fernanda Emanuele Klüsener de Figueiredo e Alyssa Baracat. 

Entre os investimentos da Embratur no mercado norte-americano, o 2º maior emissor de turistas ao Brasil, que enviou 656 mil pessoas em 2014, destaca-se a promoção dos destinos brasileiros e de oportunidades comerciais durante feiras internacionais, a realização de press trips com a imprensa local e workshops para agentes de viagens. E, ainda, por meio de parcerias com companhias aéreas são veiculadas campanhas durante os voos, a exemplo da que ocorreu em 2015 com a United Airlines. 

“Vale destacar que a TAM lançou, no mês passado, uma importante opção de voo do Brasil para os Estados Unidos. A rota entre Brasília a Orlando, na Flórida, amplia a conectividade do País com a América do Norte”, enfatizou Gilson Lira. Atualmente, existem 256 frequências semanais diretas, ligando 12 cidades dos Estados Unidos a sete aeroportos brasileiros, mostrando tendência de crescimento das regiões conectadas nesses países. 

Impacto econômico

No ano de 2014, foram contabilizados 549.619 cruzeiristas no Brasil, de acordo com o Estudo de Perfil e Impactos Econômicos no Brasil Temporada 2014-2015, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). No total, o País foi impactado pelo movimento de recursos da ordem de R$ 2,142 bilhões, considerando gastos de armadores, tripulantes e cruzeiristas. 

Os cruzeiros se posicionam como oportunidade para os agentes de viagem, uma vez que sua atuação é fundamental durante o processo de venda ao cliente. No mundo, 70% das viagens de navios foram comercializadas por estes profissionais. Somente no Brasil, as armadoras de navios pagaram R$ 90 milhões em comissões na última temporada. 

Com vistas no potencial do impacto econômico do segmento e na capacitação de operadores e agências em mercados externos, a Embratur tem buscado aproximação com a Abremar. O diálogo visa contribuir com o incremento do setor, por meio do estabelecimento de estratégias conjuntas para alavancar o fluxo de turistas de cruzeiros para o Brasil. 

Cruzeiros Marítimos

A indústria internacional de cruzeiros marítimos deve finalizar 2015 com um crescimento de 6,9% em relação ao período anterior, com uma receita estimada em US$ 39,6 bilhões. Este crescimento será impulsionado, por exemplo, pelo aumento da quantidade de cruzeiros, maior capacidade dos navios e preços mais elevados. Os dados são do estudo realizado pela Cruise Market Watch. 

A América do Norte lidera o ranking de origem de cruzeiristas, com quantidade estimada em 13 milhões, com destaque para os Estados Unidos. A Europa registrou 5,7 milhões de cruzeiristas, cabendo destacar o Reino Unido com 1,7 milhão, Alemanha com 1,5 milhão e Itália com 917 mil. Dados da CLIA (Cruise Lines International Association) projetam para o próximo levantamento um total de 23 milhões de cruzeiristas em todo o mundo, o que representa um aumento de 4,1% em relação a 2014. 

Seatrade Cruise Global 2016

Por quase 30 anos, a Seatrade Cruise Global tem sido a principal feira e conferência da indústria de cruzeiros internacionais. Oferece a milhares de visitantes um poder de compra real, com possibilidade de networking com os principais executivos da indústria. O evento inclui palestras sobre o segmento e pavilhão separado com espaço para estande e a exposição de produtos. 

Voltar ao topo