Embratur

Embratur amplia cooperação com VisitBritain

por — publicado 06/12/2017 00h00,
última modificação 06/12/2017 18h25

Foto por: Embratur

Reunião entre representantes das duas entidades

Reunião entre representantes das duas entidades

Dentro da estratégia de atrair mais turistas, presidente do Instituto foca em parceria para atuação de aéreas low cost no Brasil

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o VisitBritain, os órgãos responsáveis pela promoção turística do Brasil e Reino Unido, estabeleceram parceria de cooperação com o objetivo principal de aumentar a conectividade entre os dois países, em especial os voos mais baratos (low cost). O presidente Vinicius Lummertz, junto com o chefe de gabinete, Marcelo Costa, os coordenadores Alisson Andrade e Tiago Tomazella, e a servidora Rosangela Duso, se reuniram nesta quarta-feira (06) com o diretor da entidade no Brasil, Malcolm Griffiths, e o vice-presidente executivo para a região das Américas, Gavin Landry.

Durante o encontro, realizado após a última visita do presidente Vinicius Lummertz à CEO do VisitBritain, Sally Balcombe, no dia 9 de novembro em Londres, os dirigentes se comprometeram a dar andamento às tratativas com companhias aéreas para aumentar o fluxo de turistas entre os dois países.

Para Lummertz, a troca de experiências e o diálogo com a empresa inglesa é fundamental para que a Embratur se torne mais ágil e tenha condições de enfrentar a concorrência internacional, para atrair mais turistas para o Brasil. “As formas que são desenvolvidas na entidade são as mesmas que estamos buscando para o Instituto: enorme parceria com a inciativa privada, ajudando a aumentar o número de voos e juntando recursos de forma transparente, efetiva e com altos resultados. O que eles estão fazendo aqui é o que pretendemos para o Brasil”, afirma o presidente.

De acordo com o coordenador-geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur, Alisson Andrade, a reunião desta quarta-feira também serviu para apresentar os dados mais recentes e tendências recolhidos pelo Instituto e compartilhar a mecânica e as ferramentas utilizadas pelos profissionais do setor na promoção do Brasil como destino turístico. Além disso, o coordenador disponibilizou números da malha aérea brasileira.

“Os representantes britânicos, assim como nós, da Embratur, se comprometeram a ampliar o diálogo com as companhias aéreas que atuam naquele país. Neste segundo encontro, também foi importante para trocarmos experiência sobre as plataformas digitais e o trabalho desenvolvido pela empresa em parceria com agências de turismo online, como Expedia e Despegar.com”, disse Alisson Andrade.     

Voltar ao topo