Embratur

Aéreas querem ampliar conectividade entre Peru e Brasil

por — publicado 05/12/2018 00h00,
última modificação 05/12/2018 18h34

Foto por: Pablo Peixoto/Embratur

Presidente da Embratur, à direita, em reunião em Lima, no Peru

Presidente da Embratur, à direita, em reunião em Lima, no Peru

Informação foi confirmada durante encontro, em Lima, entre a presidente da Embratur e representantes de companhias que operam nos países

Durante encontro com a presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra, representantes das companhias aéreas Avianca, Latam e Copa Airlines, que operam voos diretos entre o Peru e o Brasil, manifestaram interesse em aumentar a conectividade aérea entre os dois países sul-americanos. As reuniões foram realizadas na capital peruana, Lima, entre os dias 3 e 4 de dezembro. Além da presidente, a coordenadora de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur, Leila Holsbach, também participou das discussões que contaram, também, com a presença de representantes do trade local.

De acordo com Nissim Jabiles, gerente-geral da Avianca Peru, o Brasil é um mercado muito importante para a companhia. “Definitivamente, teremos muito êxito nas rotas para Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre, por exemplo, e, obviamente, nós, da Avianca, estamos interessados em continuar desenvolvendo o mercado do Brasil e buscando oportunidades para sermos mais relevantes ao oferecermos melhores opções aos passageiros peruanos”, manifestou.

A Embratur encaminhará às companhias áreas, responsáveis pelas operações entre Peru e Brasil, o planejamento de ações para promoção internacional do próximo ano para que as empresas participem das atividades por meio de parcerias e atuem na melhoria da conectividade. Para a presidente Teté Bezerra, o Peru é um país muito importante nesse trabalho.

“Temos, aqui, uma organização dentro do Comitê Descubra Brasil (CBD), da embaixada brasileira, de operadores e de companhias aéreas que têm interesse grande pelo País. A vinda ao Peru, os encontros com as entidades do setor e o estímulo para que cada vez mais peruanos visitem o Brasil é muito importante neste momento”, afirmou a presidente da Embratur.

O embaixador do Brasil no Peru, Rodrigo Baena Soares, destacou o trabalho da autarquia nesse contexto: “As ações do Instituto são de extrema relevância na relação entre Brasil e Peru. No que se refere ao turismo, nós temos um fluxo muito importante entre os dois países”, disse.

Manuel Van Oordt, gerente-geral da Latam Peru, informou que a companhia aérea está trabalhando para a renovação de sua frota de aviões e que, “em breve, novas aeronaves estarão disponíveis para vários mercados da América do Sul, inclusive, o Brasil”.

Atualmente, existem 38 voos semanais que fazem a ligação direta do Peru para o Brasil, ligando a capital, Lima, a quatro aeroportos brasileiros (São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Foz do Iguaçu).

Agenda na Bolívia    

Dando continuidade às ações nos mercados peruano e boliviano, a presidente da Embratur, Teté Bezerra, parte, nesta quarta-feira (5), para La Paz. Na Bolívia, a equipe irá se reunir com o embaixador do Brasil no país, Otávio Cortez, com representantes do CDB e do trade local, além de participar de seminário promovido pelo próprio Comitê.

 

 

Voltar ao topo