Embratur

Notícias

OMT e Globalia lançam competição de startups do turismo

OMT e Globalia lançam competição de startups do turismo

Organização Mundial do Turismo está em busca de soluções inovadoras de empresas novas ou consolidadas, com ideias disruptivas, que se proponham a revolucionar o segmento de viagens e turismo É a primeira competição organizada pela Organização Mundial do Turismo (OMT), em parceria com a empresa Globalia, que convoca 164 países a participarem da 1ª Competição de Startups de Turismo. O foco é desenvolver soluções que quebrem paradigmas e ajudem a melhorar a vida de empresários e turistas. Um dos pilares da competição é dar visibilidade aos projetos que apostem em um setor turístico mais sustentável. A OMT considera este processo de busca por startups “tão ambicioso como complexo: encontrar os melhores projetos em todos os cantos do mundo”. A empresa Barrabés.biz, que tem mais de 20 anos de experiência em projetos de empreendedorismo e inovação, será a consultoria responsável pela seleção. A plataforma escolhida para que os competidores realizem as inscrições será a YouNoodle, empresa norte-americana da região do Vale do Silício, referência no setor de pesquisas de startups a nível mundial. Para Rafael Felismino, assessor de Gestão Estratégica da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), “a OMT tem buscado cada vez mais promover ações com foco em inovação para o setor de viagens e turismo, por meio de uma clara política de renovação e transformação digital adotada pelo secretário-geral, Zurab Pololikashvili. É o caso do evento SmartDestinations, promovido há pouco mais de um mês na cidade de Oviedo, Espanha, ao qual tive a oportunidade de atender representando a Embratur. Neste evento, foram apresentados casos de sucesso em inovação, transformação digital, gestão e promoção de destinos utilizando bigdata, e outras ferramentas de gestão de informações”. Sobre a 1ª Competição de Startups de Turismo, Felismino completa que “é uma grande oportunidade para que empresas brasileiras, que se destaquem no mundo da inovação para o turismo, possam apresentar seus projetos e ganhar visibilidade mundial. A Embratur também está passando por um processo de reinvenção e transformação digital, acompanhando o que estão realizando os mais relevantes Organizações de Marketing de Destinos, DMO’s na sigla em inglês, do mundo, atenta às novas tecnologias, plataformas e ferramentas para a promoção turística. Por isso, apoiamos e incentivamos a importante iniciativa da Organização Mundial do Turismo”. Quem pode participar? Os interessados devem ter um modelo de negócios que se encaixe em pelo menos uma destas quatro áreas: Futuro das Viagens, Experiência de Turismo, Impacto no Meio Ambiente, Desenvolvimento de Comunidades. Os projetos serão avaliados segundo cinco critérios: singularidade e viabilidade da solução, impacto potencial, modelo de negócio, escalabilidade e perfil da equipe. Os interessados podem buscar mais informações no portal: www.tourismstartups.org. As inscrições estão abertas até o dia 3 de setembro. Os vencedores, segundo a OMT, têm chance de fazer parte das empresas líderes do segmento turístico no mundo.  

Notícias

Empreendimentos com práticas sustentáveis já podem se inscrever para o Prêmio Braztoa

Empreendimentos com práticas sustentáveis já podem se inscrever para o Prêmio Braztoa

“Venha escrever a história do turismo sustentável no Brasil conosco!”: esta é a chamada da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo que convoca os interessados a participarem da edição 2018/19 do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade Empresas e organizações do setor de turismo, que investem no desenvolvimento de iniciativas mais sustentáveis, já podem se inscrever para participar da edição 2018/19 do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. As inscrições vão até o dia 31 de agosto. A iniciativa vai ao encontro das ações de promoção internacional da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) já que irá promover o turismo sustentável e a gestão dos recursos do setor de forma consciente. Para o diretor de Inteligência Competitiva e Promoção Turística da Embratur, Gilson Lira, é papel do Instituto incentivar ainda mais as boas práticas sustentáveis. “O papel do turismo é gerar desenvolvimento para o País, melhorar a renda da população e preservar os recursos naturais do planeta. Um destino sustentável, com infraestrutura adequada para a comunidade local, com certeza, atenderá os anseios dos turistas nacionais e internacionais, atraindo, ainda mais, esse público aos destinos turísticos brasileiros”, destacou.   O prêmio é dividido em cinco categorias: associados Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), agências de viagens, meios de hospedagem, parceiros do turismo (agências não filiadas) e projetos inovadores, apresentados por grupos de alunos vinculados a instituições de ensino técnico e superior. A ação, lançada em 2012, já recebeu mais de 270 inscrições, das quais premiou 61 projetos provenientes de todas as regiões do Brasil. O Ministério do Turismo compõe o júri especializado, que conta também com outras instituições relacionadas ao turismo sustentável, como a Organização Mundial do Turismo (OMT) e a Organização das Nações Unidas Meio Ambiente. No ano passado, entre os premiados, destaca-se a Pousada Piuval, localizada na região da Transpantaneira. O empreendimento do Mato Grosso tem entre as ações de sustentabilidade a Estação de Tratamento de Água (ETA), que auxilia no reuso do líquido. A pousada contribui ainda com a economia local. Atrás da pousada, Cambará Eco Hotel, de Cambará do Sul (RS), ficou em segundo lugar, e Pousada Uacari, de Tefé (AM), compôs a terceira colocação. 

Voltar ao topo