Destaque

  • São Paulo recebeu 2,2 milhões de estrangeiros em 2014

    São Paulo recebeu 2,2 milhões de estrangeiros em 2014

    Raio-X de São Paulo mostra que a cidade recebeu 15 milhões de turistas no ano passado. Do total, 15% foram estrangeiros. Período da Copa concentrou maior número de visitantes vindos de fora A São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos) realizou, por meio do seu Observatório de Turismo e Eventos (núcleo de estudos e pesquisas), um levantamento que traça o "raio-X" do turista que esteve na capital paulista no ano passado. O estudo cita dados como os principais emissores, idade e tempo de permanência na cidade. Segundo o levantamento, em 2014, a cidade recebeu um recorde na série histórica: 15 milhões de visitantes, sendo 85% brasileiros e 15% de estrangeiros. Isso significa que 2,250 milhões de visitantes internacionais estiveram na cidade no ano passado. Os principais países emissores foram: Estados Unidos, Argentina, Alemanha, Chile, Portugal, Espanha, Uruguai, França e Colômbia.“Todos esses indicadores da atividade turística dos estados são importantes principalmente após termos recebido maior evento futebolístico do mundo. Mais do que isso, percebermos as tendências e, a partir disso, criamos novas metas e planejamos mais ações”, disse Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). O período da Copa de 2014 foi o mais cheio em São Paulo. Cerca de 4,5 milhões de visitantes, ou seja 30% do total dos viajantes que aproveitaram a cidade, vieram nos meses de junho e julho. Dados complementares mostram também que os israelenses foram os visitantes mais jovens: 28% entre 18 e 21 anos. Os franceses representaram 29% dos turistas acima de 50 anos, junto com os holandeses que representaram 27,3%. Os italianos  foram os que mais alongaram a estadia, com tempo de permanência médio de 11 dias em São Paulo. “Estudos como esse, nos auxiliam no incremento da promoção turística internacional, uma vez que temos que trabalhar em parceria com os estados para dar a visibilidade que pretendemos ao Brasil e com isso trazermos cada vez mais visitantes estrangeiros para o País”, completou Vicente Neto.  Raio-x apontou também os principais atrativos turísticos da cidade durante o ano. Os destaques foram: MASP, Parque Ibirapuera, Mercado Municipal, Avenida Paulista e Catedral da Sé.

  • Workshop promove Brasil para uruguaios

    Workshop promove Brasil para uruguaios

    Com apoio da Embaixada, Embratur divulgou diversidade de produtos brasileirosA Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), com o apoio da Embaixada do Brasil no Uruguai, participou do Workshop Audavi, nesta terça-feira (28), em Montevidéu. O evento contou com a participação de 170 agentes de viagens uruguaios.O workshop organizado pela Associação Uruguaia de Agências de Viagem (Audavi), que representa mais de 80 empresas de turismo no Uruguai, marcou as comemorações do Dia do Agente de Viagens, celebrado em 24 de abril. O objetivo era oferecer uma capacitação aos associados da entidade para garantir o alto nível de excelência nos serviços prestados por eles.Representando a Embratur, o consultor do mercado, Daniel Marques, atendeu o público acompanhado da assessora de turismo da Embaixada, Maria Delia Abib, e intensificou o relacionamento com o trade turístico uruguaio.Uruguaios no Brasil – O interesse pelo Brasil tem crescido cada vez mais entre os uruguaios, que têm escolhido novos destinos brasileiros para visitar e aproveitar férias e feriados prolongados.Dados da operadora BNTour, do Uruguai, mostram que a venda de pacotes para o viajar ao Brasil durante a Semana Santa, cresceu 20% em comparação com o ano de 2014, sendo a maioria para destinos do Norte e do Nordeste brasileiro.Segundo dados do Anuário Estatístico de Turismo – 2014 do Ministério do Turismo (Mtur), a maioria dos uruguaios viaja a lazer para o Brasil (75%), fica quase oito noites no País e gasta em média US$ 74,16/dia.

  • Participação brasileira na WTM Latin America é marcada por aproximação com o trade

    Participação brasileira na WTM Latin America é marcada por aproximação com o trade

    Embratur realizou uma série de reuniões para colocar o País em destaque nos segmentos MICE, Ecoturismo e Aventura, Luxo e Estudos de Intercâmbios A participação da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) na WTM Latin America 2015 na última semana, de 22 a 24 de abril, foi marcada por uma série de reuniões para captação de eventos internacionais e estreitamento com o trade turístico. Durante a feira, um dos destaques foi o encontro entre o Instituto e representantes do setor de Bonito (MS), como o secretário de Turismo do Mato Grosso do Sul, Nelson Cintra, de Corumbá (MT) e da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA).“A reunião foi para tratar da captação da Adventure Week para o Brasil no primeiro semestre de 2016. O objetivo foi de estreitar relacionamento e alinhar estratégias para que o País receba uma importante plataforma de negócios e relacionamento com a imprensa especializada em Ecoturismo e Turismo de Aventura, promovida pela ATTA (Adventure Travel Trade Association)”, informou o presidente da Embratur, Vicente Neto. Além disso, na WTM Latin America, a cidade de Bonito foi o primeiro destino brasileiro a se associar à ATTA, a maior entidade do segmento de Ecoturismo e Aventura do mundo.  “Esse é um importante passo para o Brasil, um pontapé para continuarmos garantindo sucesso e visibilidade na captação de grandes eventos internacionais para o País, como por exemplo a Adventure Week”, afirmou o diretor de Produtos e Destinos da Embratur, Marco Lomanto. O Instituto também se reuniu com representantes da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA) e da Brazilian Educational & Language Travel Association (BELTA), mostrando novas opções de roteiros dos dois segmentos. “Apoiamos, ainda, a BLTA (Brazilian Luxury Travel Association) no lançamento de um anuário com dados do Turismo de Luxo”, completou o coordenador-geral de Acompanhamento e Estruturação de Produtos da Embratur, Rafael Felismino. Técnicos do Instituto se reuniram com a BLTA para definição do roadshow de luxo que acontecerá em junho, com apoio da Embratur, nas cidades de Nova York, São Francisco e Las Vegas, nos Estados Unidos.  Outro destaque foi a capacitação dos executivos dos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs). Eles assistiram a palestras ministradas por representantes da ABETA, BELTA e BLTA, além dos Estados brasileiros que detalharam as novidades dos roteiros para o mercado internacional. Os executivos também realizaram reuniões com os operadores internacionais que estavam visitando a feira, com o objetivo de diversificar os produtos de Brasil que são ofertados por esses operadores. A WTM Latin America contou com a presença de Hosted Buyers (Compradores Internacionais), organizado pela Embratur. Os profissionais selecionados pelos EBTs tiveram a oportunidade de conhecer as novidades dos produtos brasileiros e negociar com o trade nacional. Os representantes da Argentina, Uruguai, Colômbia, Paraguai e Peru fizeram city tour pela capital paulista, no último dia de feira, 24 de abril. Os operadores dos países citados realizaram 300 encontros com o trade nacional durante o speed networking do Brasil. Esse é um formato de reunião projetado para acelerar contatos de negócios, e envolve vários representantes do setor, que se reúnem em um único espaço a fim de trocar informações.

  • Brasil tem destaque em evento da imprensa portuguesa

    Brasil tem destaque em evento da imprensa portuguesa

    De 28 a 30 de abril, o Brasil participa do “1º Roadshow das Viagens”, que passará por três cidades portuguesas. A iniciativa é do jornal Publituris, uma das mais importantes publicações do setor de turismo de Portugal  A partir de amanhã (28) até a próxima quinta (30), a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) levará o Brasil para o “1º Roadshow das Viagens”, uma ação cooperada junto ao jornal português Publituris, importante veículo do segmento em Portugal. O evento contará com a presença de expositores das principais operadores de turismo, agências de viagens, companhias aéreas, cruzeiros e entidades do setor, nacionais e internacionais. O evento passará por Porto (28), Coimbra (29) e Lisboa (30). “O Brasil será um dos principais destinos no evento e terá ampla cobertura midiática e exposição junto ao trade e demais veículos de comunicação”, explicou Vicente Neto, presidente da Embratur. O destaque dado ao Brasil incluirá apresentação institucional, exibição de vídeo e páginas de publicidade na edição especial do Publituris. “O Brasil é considerado um destino prioritário pela publicação, que realiza cobertura permanente das notícias referentes ao nosso País e é um canal de comunicação para a divulgação de dados e iniciativas realizadas pela Embratur”, ressaltou o presidente.  Espera-se a presença de cerca de 600 agentes nas três cidades que foram escolhidas em função da sua relevância com objetivo de garantir retorno em termos de comercialização para o Brasil. O evento contará com a participação de 30 co-expositoreses e a TAP também estará presente dando destaque a sua oferta de rotas para as principais capitais brasileiras.  Há, atualmente, 68 voos diretos, por semana, que ligam Portugal ao Brasil. Isso corresponde a um total de 15.640 assentos disponíveis por semana.  PubliturisO Publituris é um jornal focado em turismo, líder no mercado português há 47 anos. Está fortemente implantado no mercado turístico e hoteleiro português tendo uma circulação quinzenal, além da atualização constante de notícias por meio do website próprio e newsletter diária. Anualmente, o Publituris organiza uma das principais premiações do setor turístico de Portugal, sendo que o Brasil foi escolhido como o melhor destino internacional do ano de 2014. 

  • Mineiros promovem atrativos turísticos no mercado internacional

    Mineiros promovem atrativos turísticos no mercado internacional

    Com apoio da Embratur, Belo Horizonte faz promoção internacional na Argentina e nos Estados Unidos, por meio da realização de workshop, presstrip e famtourUm série de ações irá mostrar os atrativos turísticos e culturais da capital mineira nos próximos dias.  Entre as iniciativas, a Belotur (Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte) vai realizar, em parceria com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), o workshop  “Belo Horizonte, seu novo destino no Brasil”, amanhã (28), em Buenos Aires, na  Argentina. O encontro tem como objetivo capacitar agentes de viagens, operadores de turismo e promotores de eventos. O mesmo evento ocorreu em Los Angeles (EUA) no dia 14 de abril e contou com a participação da imprensa especializada.“Minas tem mostrado que o Brasil tem mais do que sol e praia para oferecer e faz com que os visitantes desbravassem cidades históricas e famosas pela arte tradicional do País. O estado também tem conquistado os turistas literalmente pela boca, com uma inigualável gastronomia. Um exemplo disso foi durante o Mundial de 2014, quando os estrangeiros se encantaram com a culinária mineira e se renderam às delícias como pão de queijo. Esse quitute chegou a ser eleito o “grande campeão da Copa” por um dos jornalistas mais populares nos Estados Unidos, Grant Wahl, repórter da revista "Sports Illustrated”, disse Vicente Neto, presidente da Embratur.  Além disso, estão programadas presstrips (visita de jornalistas estrangeiros ao destino) e famtours (visita de operadores e agentes ao destino), que acontecerão respectivamente de 05 a 10 de maio com o mercado americano e de 12 a 17 de maio com o mercado argentino. Argentina e Estados Unidos são os dois principais países emissores de turistas para Minas Gerais.O objetivo da ação é apresentar  aos jornalistas e profissionais de turismo dos dois países a cidade de Belo Horizonte como um renovado destino turístico no Brasil para negócios e entretenimento, oferecendo infraestrutura urbana de qualidade, rede hoteleira moderna, vasta oferta de serviços, além de diversas atividades culturais e importantes atrativos turísticos.Presstrip em BHAções de presstrips são importantes para aumentar o interesse internacional pela cidade ou região, potencializar as oportunidades de veiculação de matéria positiva sobre o destino, além de estabelecer relacionamento com os principais veículos de comunicação. Com o objetivo de divulgar e posicionar Belo Horizonte como destino turístico referência em eventos no mercado internacional serão selecionados formadores de opinião, jornalistas especializados nas áreas de eventos, negócios e segmento Mice (Meetings, Incentive, Congress and Events) de Argentina e Estados Unidos para participarem de presstrip a ser realizado no município de Belo Horizonte.                                  Famtour em BH O objetivo é fortalecer a imagem de Belo Horizonte por meio da promoção de seus atrativos turísticos e produtos para o segmento de negócios e eventos, ampliando a divulgação para um número cada vez maior de operadores, agentes de viagens e organizadores de eventos internacionais. Para isso, serão selecionados operadores de viagens, organizadores de eventos e profissionais especializados nas áreas de eventos, negócios e segmento Mice dos respectivos países para participarem do Famtour.Rio 2016Belo Horizonte faz parte ao lado de Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Manaus e Brasília, da lista de cidades co-anfitriãs, que vão receber jogos femininos e masculinos de futebol das Olimpíadas de 2016. De acordo com a Belotur, a manutenção do fluxo turístico movimentado pela Copa do Mundo e a preparação para cidade como apoio das Olimpíadas 2016 se faz importante com a realização dos presstrips e famtours.  

  • Embratur participa de seminários sobre festas juninas na WTM Latin America

    Embratur participa de seminários sobre festas juninas na WTM Latin America

    Instituto apresenta ações desenvolvidas que apostam na relação entre cultura e turismo para atrair visitantes internacionais ao País Um dos principais eventos culturais do Nordeste, o São João, foi tema de seminário, nesta quinta-feira (23), com profissionais dos segmentos do turismo e cultura durante a WTM Latin America 2015. Representando o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, o assessor da Presidência Walter Ferreira destacou as ações de promoção do Instituto com destaque aos festejos juninos.  Walter Ferreira ministrou o painel “São João do Brasil, um novo produto do Turismo Cultural para unir o País”. “O objetivo da Embratur é aprofundar a parceria com os estados, principalmente os da Região Nordeste, onde as festas populares têm forte tradição e apelo turístico”, explicou o assessor.  De acordo com o presidente Vicente Neto, o Instituto investe na cultura como fator diferencial no mercado turístico mundial e trabalha para aperfeiçoar sua difusão como uma ferramenta de promoção do País no exterior. “As estratégias de promoção da Embratur que agregam os festejos juninos ao calendário nacional de promoção turística do País  já englobaram ações de comunicação, como a realização de press trips com jornalistas internacionais durante os festejos, em 2013, na Copa das Confederações, e em 2014; a inclusão dos eventos no calendário de ações do Instituto, como a participação em feiras; além de campanhas de publicidade”, destacou Neto. Além disso, em 2013, o Instituto lançou um edital de chamamento público para que estados e municípios apresentassem projetos de divulgação das festas. Os estados classificados para divulgação internacional das festas juninas foram Amazonas, Bahia e Sergipe. As outras propostas classificadas foram da Prefeitura de Boa Vista (RR), de São Luís (MA) e de Bananeiras (PB).Durante o seminário na WTM, Walter Ferreira destacou, ainda, que a diversidade cultural brasileira é um dos atrativos mais requisitados pelos visitantes internacionais que desembarcam no Brasil, segundo estudo do Ministério do Turismo, realizado em 2014. “Embora Sol e Praia ainda sejam os principais motivos da vinda ao País, a maior parte (53,4%) dos estrangeiros buscou atividades culturais, como visitas a museus, locais históricos e espaços onde acontecem as tradições e o folclore popular”, finalizou.

    • Artigos

      Apesar das incertezas no cenário econômico mundial, o número de turistas que viajaram pelo mundo no ano passado registrou um crescimento de 4,7% na comparação com 2013. Foram 51 milhões a mais de pessoas em busca de conhecer novos lugares, revisitar locais e sabores guardados na memória, descobrir outras culturas ou simplesmente visitar amigos ou fazer compras, conforme dados da Organização Mundial do Turismo. No total, o setor de turismo mundial movimentou mais de US$ 1 trilhão no ano passado.No Brasil, o turismo representa, atualmente, cerca de 3,6% do PIB (Produto Interno Bruto), empregando, direta e indiretamente, mais de 10 milhões de pessoas. O turismo estimula um desenvolvimento limpo e sustentável, que tem como princípio preservar para gerar renda. Além de forte alavanca econômica, contribui também para a ampliação do repertório cognitivo do provo brasileiro, diversificando referências históricas, culturais e sociais. Por outro lado, estimula também o desenvolvimento local, ao injetar bilhões na economia.A injeção de recursos em setores tão capilarizados como serviços – de hotelaria, refeição e receptivo – tem um efeito impressionante nas economias locais. Somente em três dos megaeventos que o Brasil recebeu nos últimos anos, Jornada Mundial da Juventude (JMJ), Copa das Confederações e Copa do Mundo de Futebol (FIFA), a movimentação direta na economia ficou em torno de R$ 8 bilhões. Os serviços turísticos já são um dos principais itens de nossa pauta de exportação. Mas podemos avançar muito mais.Em 2014, a entrada de divisas obtida com o turismo dos visitantes internacionais somou US$ 7,476 bilhões, segundo dados do Banco Central _US$ 6,914 bilhões com viagens internacionais, na conta turismo, e US$ 562 milhões com a venda no exterior de passagens aéreas pelas empresas brasileiras de aviação. Na comparação com os principais produtos de exportação que geram receita para o Brasil, esse valor colocaria os serviços turísticos na quarta posição, à frente da receita obtida com venda de açúcar de cana, farelo e resíduos da extração de óleo de soja, carne de frango, café cru em grãos e automóveis de passageiros.O Brasil é hoje um dos destinos turísticos mais completos do mundo, com ofertas que incluem os segmentos de sol e praia, ecoturismo e aventura, cultura, negócios e eventos, esportes e LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Temos roteiros e produtos turísticos de alto nível para agradar os diferentes públicos ao longo do ano. Nos últimos anos, a gastronomia  também vem ganhando um importante papel. Em 2014, pesquisa feita durante a Copa, mostrou que 93,2% dos visitantes aprovaram a culinária local, indicando que nossos pratos são elementos característicos da cultura brasileira.Os dados da Organização Mundial do Turismo mostram ainda que 2014 foi o quinto ano consecutivo de aumento no número de viajantes. Entre os continentes, o maior crescimento foi registrado nas Américas, com um índice de 7%. Ásia (5%), Europa (4%) e África (2%) vêm em seguida. No ano passado, o setor de turismo contribuiu com 9% para o resultado do PIB mundial, 30% das exportações de serviços e 6% do comércio internacional.Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo)

    • Clipping

      PORTAL DE NOTÍCIAS G1 - Brasil vai divulgar SP, Florianópolis e Recife como destinos turísticos GLSEmbratur vai promover as 3 cidades como 'gay friendly' em evento mundial.Mercado de viagens para gays e lésbicas movimenta US$ 54 bilhões/ano.As cidades de São Paulo, Florianópolis e Recife serão apresentadas pelo governo brasileiro como destinos "gay friendly" (abertos a turistas GLS) no encontro internacional do setor em 2015.A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) vai participar da convenção anual da International Gay and Lesbian Tourism Association (IGLTA), associação que reúne empresas especializadas nesse segmento em todo o mundo. O encontro será entre os dias 8 e 11 de abril em Los Angeles, nos EUA. A Associação Brasileira de Turismo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Transgêneros e Travestis) também vai participar do evento em Los Angeles.A Embratur vai mostrar produtos e destinos brasileiros para 150 agentes e operadores de turismo em um almoço. O evento também terá rodadas de negócios, seminários e apresentação de boas práticas e temas relacionados. No último dia, a feira vai abrir ao público geral e os turistas em potencial vão receber materiais sobre os destinos brasileiros.Perfil do turista LGBTDe acordo com a IGLTA, o mercado de viagens GLS movimenta US$ 54 bilhões por ano. Segundo pesquisas, turistas com esse perfil realizam em média 4 viagens por ano em período de baixa temporada e gastam mais com cultura, lazer, entretenimento e aquisição de artigos de luxo. A duração da estadia é o dobro da do turista comum.Em 2012, o evento aconteceu pela primeira vez no Brasil, em Florianópolis. Segundo a Embratur, Recife pretende se candidatar para sediar o IGLTA em 2019.Saiba mais: http://glo.bo/1Gktpft

    • Notícias São Paulo recebeu 2,2 milhões de estrangeiros em 2014

      Raio-X de São Paulo mostra que a cidade recebeu 15 milhões de turistas no ano passado. Do total, 15% foram estrangeiros. Período da Copa concentrou maior número de visitantes vindos de fora A São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos) realizou, por meio do seu Observatório de Turismo e Eventos (núcleo de estudos e pesquisas), um levantamento que traça o "raio-X" do turista que esteve na capital paulista no ano passado. O estudo cita dados como os principais emissores, idade e tempo de permanência na cidade. Segundo o levantamento, em 2014, a cidade recebeu um recorde na série histórica: 15 milhões de visitantes, sendo 85% brasileiros e 15% de estrangeiros. Isso significa que 2,250 milhões de visitantes internacionais estiveram na cidade no ano passado. Os principais países emissores foram: Estados Unidos, Argentina, Alemanha, Chile, Portugal, Espanha, Uruguai, França e Colômbia.“Todos esses indicadores da atividade turística dos estados são importantes principalmente após termos recebido maior evento futebolístico do mundo. Mais do que isso, percebermos as tendências e, a partir disso, criamos novas metas e planejamos mais ações”, disse Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). O período da Copa de 2014 foi o mais cheio em São Paulo. Cerca de 4,5 milhões de visitantes, ou seja 30% do total dos viajantes que aproveitaram a cidade, vieram nos meses de junho e julho. Dados complementares mostram também que os israelenses foram os visitantes mais jovens: 28% entre 18 e 21 anos. Os franceses representaram 29% dos turistas acima de 50 anos, junto com os holandeses que representaram 27,3%. Os italianos  foram os que mais alongaram a estadia, com tempo de permanência médio de 11 dias em São Paulo. “Estudos como esse, nos auxiliam no incremento da promoção turística internacional, uma vez que temos que trabalhar em parceria com os estados para dar a visibilidade que pretendemos ao Brasil e com isso trazermos cada vez mais visitantes estrangeiros para o País”, completou Vicente Neto.  Raio-x apontou também os principais atrativos turísticos da cidade durante o ano. Os destaques foram: MASP, Parque Ibirapuera, Mercado Municipal, Avenida Paulista e Catedral da Sé.

Vídeos

I World Indigenous Brasil 2015 - 30'