Destaque

  • Fitur deve gerar até us$ 450 mil em negócios

    Fitur deve gerar até us$ 450 mil em negócios

    Pesquisa realizada entre os coexpositores mostrou resultados satisfatórios da participação na feira No final do mês de janeiro a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participou, com 41 cooperados, da Feira Internacional de Turismo de Madri (FITUR), na Espanha. Pesquisa realizada entre os coexpositores do estande do Brasil demonstrou que a estimativa de negócios frutos da feira é de US$ 450 mil até 2016. O estudo também mostrou que 100% dos coexpositores institucionais e privados consideraram importante a presença da Embratur na feira e 95% deles pretendem participar na próxima edição. Os dados também mostram que quase 2 mil contatos foram realizados pelos cooperados institucionais e privados e a expectativa é que haja um incremento de 64% do fluxo turístico nos destinos que tiveram participação institucional na feira. Os segmentos abordados na feira por aqueles que procuraram os coexpositores institucionais foram MICE (26,47%), Sol e Praia (20,59%), Cultura (20,59%), ecoaventura (17,65%) e esporte (14,705). Já os nichos procurados foram luxo (26,8%), LGBT (17,39%),  intercâmbio (13,04%), náutico e golf (8,69% cada). Quando partimos para os cooperados privados, aqueles que efetivamente comercializam os destinos brasileiros, notamos algumas mudanças na demanda. Os segmentos mais procurados são Sol e Praia (28,20%) e Ecoturismo, Aventura, Esporte e MICE dividem o mesmo percentual de procura (17,94%). Quanto aos nichos, o Luxo (31,81%) continua na frente, seguido de Intercâmbio e LGBT (9,09% cada), Náutico e Golf (4,59%) cada. Reunião com trade espanhol – Os técnicos da Embratur participaram de 24 reuniões com o trade espanhol e parceiros. Dentre elas, foram feitas discussões sobre propostas de ações cooperadas com operadores e agentes durante o ano de 2015, incluindo ações direcionadas à capacitação do trade espanhol  sobre destinos e produtos brasileiros, além de apresentação de novos destinos para diversificação da oferta.  Um acordo de promoção conjunta para 2015 foi fechado com a Iberia, Tap e Latam. E uma reunião com a Associação Iberoamericana de Enoturismo deve resultar em políticas de promoção do Enoturismo no Brasil que poderá ter a chancela da Organização Mundial do Turismo (OMT). Diversidade cultural no estande – O espaço Brasil na Fitur dedicou-se a mostrar ao público a pluralidade de destinos existentes no nosso País. A decoração das salas de reunião e business center contribuiu para criar um ambiente mais acolhedor e o coquetel representou um momento de networking e de mostra gastronômica, com pão de queijo, caldinho de feijão e bobó de camarão, além de outros itens típicos da culinária brasileira.

  • Embratur promove turismo brasileiro na ITB Berlim 2015

    Embratur promove turismo brasileiro na ITB Berlim 2015

    Com agenda extensa, Instituto marca presença numa das maiores feiras de turismo internacional do mundo levando diversas ações e produtos turísticos. A principal atração será a participação do ex-futebolista brasileiro Cafu A participação do Brasil na 49ª edição da feira ITB Berlim 2015 (International Tourism Bourse) este ano tem convidado especial, o ex-jogador de futebol Cafu, que acompanhará as ações da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e participará de diversas agendas durante o evento, que começa amanhã e vai até 08 de março. Cafu levantou a taça do pentacampeonato do Brasil, em 2002, no mundial do Japão e Coréia do Sul e é muito popular na Alemanha.“Queremos aproveitar o momento em que vive o Brasil como sede de grandes eventos esportivos e colocar em pauta, com apoio do Cafu, os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMI), que acontecem em setembro deste ano e os Jogos Olimpicos e Paralímpicos em 2016”, disse Vicente Neto, presidente da Embratur. “Essa é a nossa vigésima participação na ITB Berlim. Será uma excelente oportunidade para promovermos nossos atrativos turísticos e também mostrarmos nossa capacidade de receber bem os turistas de todo mundo”, completou.    Com o intuito de gerar oportunidade de novos negócios para o Brasil com o mercado internacional, a Embratur levará diversificação de produtos turísticos dos segmentos de Ecoturismo, LGBT, Sol e Praia, Cultura e Aventura. Também estão programadas atrações culturais, ações de comunicação digital, agenda com veículos de imprensa internacional, evento com blogueiros de todo o mundo, além de reuniões com operadores estrangeiros.  “O nosso objetivo é ampliar o volume de negócios do Brasil com empresas da Alemanha e outros países, estreitar relacionamento com o trade internacional e promover a diversificação da oferta de produtos turísticos brasileiros”, ressaltou Vicente Neto. Além da presença do ministro do Turismo, Vicente Lages, o Brasil conta com a participação de co-expositores institucionais (destinos), operadoras de turismo, meios de hospedagem, companhia aérea, associações, além de representantes de uma feira de turismo nacional.  No ano de 2014, estiveram presentes na ITB 170 mil visitantes de 180 países e regiões. Nesta edição, os organizadores esperam receber cerca de 180 mil pessoas.  Brasil terá estande no pavilhão LGBT   A participação do Instituto contará também com estande do segmento turístico LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Transgêneros e Travestis) com a presença da Associação Brasileira de Turismo para Gays Lésbicas e Simpatizantes – ABRAT/GLS e RioTur. Conforme estratégia de participação, será realizada a promoção dos destinos Gay friendly, (Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis e Recife), com a distribuição de material específico desses destinos e fornecimento de informações ao público presente.  Encontro com blogueiros estrangeiros  No dia 6 de março, às 9h30, a Embratur em parceria com operadora alemã Thomas Cook e a empresa aérea Condor terão um encontro com cerca de 50 blogueiros internacionais em que o tema central serão os destinos de Ecoturismo e os Jogos Mundiais Indígenas. No encontro, serão apresentados pelo presidente da Embratur, os seguintes destinos: Recife, Fernando de Noronha, Fortaleza, Jericoacoara, Salvador, Chapada Diamantina, Palmas e Jalapão.  Os seis primeiros destinos serão apresentados por conta da conectividade da Condor que possui voos diretos para Recife, Fortaleza e Salvador. Palmas e Jalapão serão pautas em razão dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. A partir de novembro de 2015, a Condor oferecerá também voos diretos ao Rio de Janeiro. Na Alemanha, um dos segmentos mais procurados é o de Ecoturismo e Aventura, com 31% da demanda, segundo as operadoras alemãs. Na oportunidade, um representante da ABETA (Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura) estará presente para atender a demandas sobre o segmento. Para mostrar um pouco da cultura brasileira, os blogueiros assistirão uma apresentação de Frevo.  Além disso, está previsto na agenda da Embratur, no dia 05 de março, reunião com a ATTA (Adventure Travel Trade Association) que é a associação norteamericana de Turismo de Aventura para tratar sobre parcerias nesse segmento.  Comunicação Digital na ITB Berlim 2015O público presente na feira poderá ter contato com a cultura do Brasil de maneira lúdica e divertida no estande da Embratur. O Brasil Quest permite transmitir conceitos e informações turísticas de forma interativa. Monumentos das 12 cidades brasileiras que foram sede da Copa do Mundo de 214 servem de cenário para que o Yep, (personagem principal) descubra um pouco da cultura de cada região.O aplicativo está  disponível para smartphones e tablets, sendo que os países que mais baixaram o jogo foram os Estados Unidos, Brasil e Reino Unido.                                                                                                                                     Plataforma IOS http://apple.co/1zBdD75 e Android: http://bit.ly/1EbvFD0Também nesta edição, a Embratur apresetará ao mercado alemão por meio de um videocase, o “The Republic of Me”, um game que permite ao usuário do Facebook criar seu próprio país, de acordo com sua preferência e perfil.O jogo está disponível no link: http://on.fb.me/1KCxJH2.    Mercado Alemão A Alemanha é o 6º país emissor de turistas para o Brasil e está em 1º lugar no ranking dos países europeus. Em 2013,  236.505  alemães estiveram no Brasil.  O país possui 31 frequências semanais de voos com destino ao Brasil, por meio de três companhias aéreas: Condor, Lufthansa e TAM. São voos desde Frankfurt para o São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Recife e Salvador. E, um voo desde Munique para São Paulo. Com a Copa do Mundo de 2014, quando a seleção alemã sagrou-se campeã, a relação entre os alemães e os baianos ficou mais intensa. Os alemães construíram o próprio centro de treinamento em Santa Cruz Cabrália, no sul da Bahia, onde se hospedaram durante todo o período que estiveram no Brasil, divulgando assim, o destino para todo o mundo. Além disso, os campeões  fizeram doações em dinheiro para a comunidade indígena local. 

  • Abertas inscrições para Prêmio de Turismo Responsável da WTM

    Abertas inscrições para Prêmio de Turismo Responsável da WTM

    World Responsible Tourism Awards chega a 11ª edição em 2015 Destinos e prestadores de serviços turísticos com foco na sustentabilidade já podem se inscrever para concorrer ao prêmio World Responsible Tourism Awards 2015 da World Travel Market (WTM), considerada uma das maiores feiras da indústria de turismo da Europa. As inscrições vão até o dia 6 de abril e podem ser feitas pelo site www.responsibletravel.com/awards/submissions/.  “É importante ter iniciativas brasileiras participando dessa premiação. Essa área do turismo está bastante demandada pelo trade internacional, principalmente de países com altos números de turistas ao Brasil, como a Alemanha, o Reino Unido e os EUA. Esses países, dentre outros, valorizam as práticas de turismo responsável”, afirma Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Em sua décima primeira edição, a premiação terá 12 categorias e procura exemplos inspiradores de turismo responsável pelo mundo. “Queremos aqueles prestadores, destinos, iniciativas e escritores que se importam profundamente com viagens que beneficiam comunidades, viajantes e a conservação do ambiente”, diz o site. Bonito levou prêmio em 2014 – No ano passado, com a candidatura apoiada pela Embratur, a cidade de Bonito (MS) recebeu o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo. A cidade foi escolhida pelo desenvolvimento de um sistema de controle do número de turistas que visitam as belezas naturais da região. O controle é feito por meio de um voucher digital que registra o nome do turista e as atrações que ele pretende visitar. 

  • Rodada de negócios na BTL deve gerar R$ 16 milhões

    Rodada de negócios na BTL deve gerar R$ 16 milhões

    Durante três dias, 270 reuniões foram feitas entre o trade nacional e os compradores internacionais Com um total de 270 reuniões realizadas e a expectativa de negócios de R$ 16 milhões para os próximos doze meses, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) encerrou, no último domingo (dia 1 de março), sua participação durante a BTL (Feira Internacional de Turismo), ocorrida desde 25 de feveiro em Lisboa, Portugal. A iniciativa inédita entre Embratur, organização da BTL e TAP Portugal resultou em uma ação exclusiva destinada a comercialização de produtos e serviços turísticos brasileiros na rodada de negócios da própria feira. Durante os três primeiros dias, destinados aos profissionais do setor, quarenta integrantes do trade brasileiro realizaram reuniões com compradores internacionais em um espaço exclusivo para a rodada de negócios ao lado do estande do Brasil. A rodada de negócios, que antes era destinada apenas ao mercado português, é conhecida como programa de “hosted buyers”. Os resultados da rodada brasileira de negócios superaram 22 vezes o investimento total feito pela Embratur na BTL. Kátia Bitencourt, chefe de gabinete da Embratur, destaca que a estratégia de apoio à comercialização adotada em Portugal durante a feira foi assertiva. “O resultado foi tão positivo que a intenção é repetir esse modelo de participação nos próximos anos. O programa de hosted buyers teve um impacto grande no número de negócios fechados pelo receptivo brasileiro.” Bruno Reis, coordenador de mercados europeus da Embratur, acredita que novas plantaformas de negócios são importantes para fortalecer a inserção de novos produtos do Brasil no mercado. “Além do já consolidado segmento Sol e Praia aqui em Portugal, houve uma demanda forte do segmento MICE, buscando apoio em encontros, incentivos, conferências e feiras. A rodada foi realizada com grande êxito e todos os participantes ficaram satisfeitos.” Mercado português - Portugal foi o quarto país europeu que mais enviou turistas para a Copa do Mundo. Em 2013, os portugueses ocuparam o sexto lugar entre os  turistas europeus que mais vieram ao Brasil. Os principais destinos brasileiros escolhidos pelos portugueses são relacionados ao segmento de Sol e Praia (60,3%), Cultura (20,6%), seguidos de Natureza, Ecoturismo ou Aventura (15,1%). Os turistas de lazer costumam ficar uma média de 19 noites no País e gastam uma média de U$ 67,38 por dia segundo dados do Ministério do Turismo.

  • Rio de Janeiro, 450 anos de beleza

    Rio de Janeiro, 450 anos de beleza

    Cidade turística brasileira conhecida por suas belezas naturais, autenticidade, povo acolhedor e alegre, o Rio completa 450 anos no domingo (1º) como um destino único no mundo Não há quem visite o Rio de Janeiro que não fique encantado com tanta beleza natural reunida num só lugar. A cidade maravilhosa, como é conhecida mundialmente, chega aos seus 450 anos no próximo domingo (1º de março) como um dos mais belos cartões postais do Brasil e impressionando brasileiros e estrangeiros por suas peculiaridades.   “Estamos vendo que a cada ano o Rio tem amadurecido em seus aspectos turísticos, tendo sido cenário de grandes eventos nos últimos anos e mostrado que sabe receber bem turistas de todas as nacionalidades”, ressaltou Vicente Neto, presidente da Embratur. “O Rio está no imaginário coletivo mundial e conhecer uma das mais belas cidades do Brasil é um desejo de milhares de pessoas”, completou.  Por meio do Rio de Janeiro, o Brasil tem fortalecido seu potencial para sediar grandes eventos internacionais. A capital carioca recebeu em junho de 2012 a Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, em que participaram líderes dos 193 países que fazem parte da ONU, superando a expectativa original de 50.000 participantes entre autoridades, negociadores, políticos e jornalistas.  Em junho de 2013, teve a Copa das Confederações e, em seguida, veio a Jornada Mundial da Juventude (julho de 2013). Neste período, o Brasil recebeu 415 mil turistas em único mês e o Rio teve 30% mais estrangeiros. Pesquisa da Embratur feita na época mostrou que os turistas que foram aos jogos em Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza escolheram a capital fluminense como a segunda cidade a ser visitada durante a estadia no país. “A pesquisa confirma o Rio como nosso principal cartão-postal”, afirma o presidente da Embratur.  Em 2014, foi a vez de o Rio ser palco da Copa do Mundo. Apenas durante o período do mundial de futebol, conforme dados do Ministério do Turismo, mais de 1 milhão de visitantes internacionais, de 203 países, passearam por mais de 400 cidades brasileiras. No próximo ano, o Rio será protagonista das Olímpíadas e Paralimpíadas que devem receber 10.500 atletas de 205 países, além das delegações desses países e dos turistas brasileiros e estrangeiros que passarão por lá durante os 17 dias de evento.  Segundo revela última pesquisa de demanda internacional do Ministério do Turismo, realizada em aeroportos internacionais e postos de fronteiras terrestres com 33,1 mil visitantes, a capital fluminense é a preferida dos viajantes de lazer. Em 2013, um terço dos visitantes internacionais motivados pelas atividades de lazer passaram pela cidade do Rio de Janeiro. Florianópolis (SC), que aparece em segundo lugar, recebeu 18,7% deste fluxo e Foz do Iguaçu, 17%.  Confira informações sobre as comemorações dos 450 anos do Rio de Janeiro: http://www.rio450anos.com.br/ 

  • Mais Brasil para os colombianos

    Mais Brasil para os colombianos

    Participação na Anato permite à Embratur mostrar novos destinos brasileirosO mercado colombiano tem se destacado na emissão de turistas para o mundo e, para conquistar esse público, técnicos da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participam, desde quarta-feira (25), da Anato – Vitrine Turística da Colômbia, em Bogotá. Com uma agenda intensa de reuniões com a Embaixada, Comitê Descubra Brasil e trade colombiano, o Diretor de Mercados Internacionais – DMINT, Gilson Lira, trabalha para mostrar a agentes e operadores que o Brasil é um destino rico e com opções para todos os gostos.“A estratégia de promoção no mercado colombiano visa ampliar a gama de destinos já conhecidos por esses turistas, como é o caso de Rio de Janeiro e São Paulo. O grande desafio agora é atuar juntamente com a embaixada, o comitê e o trade, reunindo forças para abrir o leque de voos entre os países, possibilitando que o norte e nordeste do Brasil também façam parte dos destinos escolhidos pelos colombianos”, explica Lira.Além das reuniões com as entidades, o diretor também falou com diversos veículos do trade, como a Colprensa, Avianca (en Revista), Vanguardia Liberal e a Ladevi, revista técnica especializada em turismo considerada o principal editorial da categoria na região.Nas entrevistas, Lira reforçou a importância do mercado latino-americano na promoção turística do Brasil, principalmente em países como a Argentina, Paraguai, Chile, Peru, Uruguai e a própria Colômbia. Ele também voltou a destacar a variedade de opções que o País apresenta enquanto destino turístico e convidou os jornalistas a divulgarem mais  os destinos brasileiros.“Durante os atendimentos realizados pelo trade no estande do Brasil na Anato, podemos perceber que o colombiano está muito interessado no nosso país e busca informações para planejar suas viagens”, disse ele.De olho nos eventos esportivos - Com o crescente número de colombianos que visitam o Brasil anualmente, as ferramentas de promoção da Embratur estão focadas para atingir todos os principais públicos, como o trade, a imprensa e o público final e já visam atrair esses visitantes para a Olímpiada e os Jogos Mundiais Indígenas.“Temos o desafio de trabalhar dois grandes eventos que o Brasil será palco novamente, os Jogos Olímpicos Rio 2016 e a primeira realização dos Jogos Mundiais Indígenas, na cidade de Palmas, ainda esse ano. Aproveitar essa oportunidade onde seremos o foco no mundo novamente vai possibilitar atrair cada vez mais novos turistas, gerando divisas, qualificação do setor, e também impulsionando melhoras nas regiões onde esses eventos acontecerão com a construção de novas estruturas e projetos sociais, consolidando o Brasil como destino desses grandes eventos."A Colômbia foi o terceiro pais da América do Sul que mais enviou turistas para a Copa. Já em 2013,  116 mil colombianos visitaram o Brasil, ocupando o quinto lugar, entre os turistas sul-americanos, que mais vieram ao Brasil. 

    • Clipping

      ABEOC - Rodada de negócios na BTL deve gerar R$ 16 milhõesCom um total de 270 reuniões realizadas e a expectativa de negócios de R$ 16 milhões para os próximos doze meses, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) encerrou, no último domingo (dia 1 de março), sua participação durante a BTL (Feira Internacional de Turismo), ocorrida desde 25 de fevereiro em Lisboa, Portugal. A iniciativa inédita entre Embratur, organização da BTL e TAP Portugal resultou em uma ação exclusiva destinada a comercialização de produtos e serviços turísticos brasileiros na rodada de negócios da própria feira.Durante os três primeiros dias, destinados aos profissionais do setor, quarenta integrantes do trade brasileiro realizaram reuniões com compradores internacionais em um espaço exclusivo para a rodada de negócios ao lado do estande do Brasil. A rodada de negócios, que antes era destinada apenas ao mercado português, é conhecida como programa de “hosted buyers”. Os resultados da rodada brasileira de negócios superaram 22 vezes o investimento total feito pela Embratur na BTL.Kátia Bitencourt, chefe de gabinete da Embratur, destaca que a estratégia de apoio à comercialização adotada em Portugal durante a feira foi assertiva. “O resultado foi tão positivo que a intenção é repetir esse modelo de participação nos próximos anos. O programa de hosted buyers teve um impacto grande no número de negócios fechados pelo receptivo brasileiro.” Bruno Reis, coordenador de mercados europeus da Embratur, acredita que novas plataformas de negócios são importantes para fortalecer a inserção de novos produtos do Brasil no mercado. “Além do já consolidado segmento Sol e Praia aqui em Portugal, houve uma demanda forte do segmento MICE, buscando apoio em encontros, incentivos, conferências e feiras. A rodada foi realizada com grande êxito e todos os participantes ficaram satisfeitos.”Mercado português – Portugal foi o quarto país europeu que mais enviou turistas para a Copa do Mundo. Em 2013, os portugueses ocuparam o sexto lugar entre os turistas europeus que mais vieram ao Brasil. Os principais destinos brasileiros escolhidos pelos portugueses são relacionados ao segmento de Sol e Praia (60,3%), Cultura (20,6%), seguidos de Natureza, Ecoturismo ou Aventura (15,1%). Os turistas de lazer costumam ficar uma média de 19 noites no País e gastam uma média de U$ 67,38 por dia segundo dados do Ministério do Turismo.Leia aqui:  http://bit.ly/1DOSjA7

    • Notícias Fitur deve gerar até us$ 450 mil em negócios

      Pesquisa realizada entre os coexpositores mostrou resultados satisfatórios da participação na feira No final do mês de janeiro a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participou, com 41 cooperados, da Feira Internacional de Turismo de Madri (FITUR), na Espanha. Pesquisa realizada entre os coexpositores do estande do Brasil demonstrou que a estimativa de negócios frutos da feira é de US$ 450 mil até 2016. O estudo também mostrou que 100% dos coexpositores institucionais e privados consideraram importante a presença da Embratur na feira e 95% deles pretendem participar na próxima edição. Os dados também mostram que quase 2 mil contatos foram realizados pelos cooperados institucionais e privados e a expectativa é que haja um incremento de 64% do fluxo turístico nos destinos que tiveram participação institucional na feira. Os segmentos abordados na feira por aqueles que procuraram os coexpositores institucionais foram MICE (26,47%), Sol e Praia (20,59%), Cultura (20,59%), ecoaventura (17,65%) e esporte (14,705). Já os nichos procurados foram luxo (26,8%), LGBT (17,39%),  intercâmbio (13,04%), náutico e golf (8,69% cada). Quando partimos para os cooperados privados, aqueles que efetivamente comercializam os destinos brasileiros, notamos algumas mudanças na demanda. Os segmentos mais procurados são Sol e Praia (28,20%) e Ecoturismo, Aventura, Esporte e MICE dividem o mesmo percentual de procura (17,94%). Quanto aos nichos, o Luxo (31,81%) continua na frente, seguido de Intercâmbio e LGBT (9,09% cada), Náutico e Golf (4,59%) cada. Reunião com trade espanhol – Os técnicos da Embratur participaram de 24 reuniões com o trade espanhol e parceiros. Dentre elas, foram feitas discussões sobre propostas de ações cooperadas com operadores e agentes durante o ano de 2015, incluindo ações direcionadas à capacitação do trade espanhol  sobre destinos e produtos brasileiros, além de apresentação de novos destinos para diversificação da oferta.  Um acordo de promoção conjunta para 2015 foi fechado com a Iberia, Tap e Latam. E uma reunião com a Associação Iberoamericana de Enoturismo deve resultar em políticas de promoção do Enoturismo no Brasil que poderá ter a chancela da Organização Mundial do Turismo (OMT). Diversidade cultural no estande – O espaço Brasil na Fitur dedicou-se a mostrar ao público a pluralidade de destinos existentes no nosso País. A decoração das salas de reunião e business center contribuiu para criar um ambiente mais acolhedor e o coquetel representou um momento de networking e de mostra gastronômica, com pão de queijo, caldinho de feijão e bobó de camarão, além de outros itens típicos da culinária brasileira.

    • Artigos Cultura indígena, mais uma manifestação da diversidade do Brasil

      No ano passado, durante o período da Copa do Mundo FIFA, os estrangeiros que vieram conhecer o Brasil passearam por mais de 400 cidades, além dos 12 locais que serviram de sede para o mundial de futebol. Desde que a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) vem usando os grandes eventos esportivos para promover o País como destino turístico, a realização da Copa foi a que teve maior repercussão mundial. Mas temos ainda pela frente dois eventos importantes para essa estratégia, a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, em setembro desse ano, e os Jogos Olímpicos, em 2016.Menos conhecido que as Olimpíadas, a competição dos povos indígenas nos dará a oportunidade de mostrar para o mundo mais uma característica já conhecida do povo brasileiro: nossa grande diversidade cultural e, para quem gosta de viajar, destinos poucos conhecidos, que podem ser explorados nas áreas de ecoturismo e aventura. Com participação prevista de 2.300 indígenas e delegações de pelo menos 25 países, total confirmado até o momento, os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas acontecerão de 15 a 27 de setembro em Palmas, em Tocantins, Estado localizado a cerca de 800 quilômetros ao norte de Brasília, capital do Brasil.Entre turistas brasileiros e visitantes internacionais, são esperadas 10 mil pessoas em Palmas durante os jogos. A realização da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas segue uma recomendação de lideranças indígenas de diversos países feita durante a Conferência Rio+20, que aconteceu em 2012 no Rio de Janeiro. Um dos motivos que contribuiu para a escolha do Brasil como sede do primeiro evento foi o fato de representantes de 16 países terem participado, em novembro de 2013, dos XII Jogos dos Povos Indígenas, em Cuiabá (MT). Antes dos jogos, acontecerá o Festival Internacional Artístico das Culturas Indígenas, entre os 15 e 17 de setembro.Arco e flecha, arremesso de lança, cabo de força, canoagem, corrida de tora, natação, futebol, lutas corporais exikunahati (futebol de cabeça) estão entre as modalidades previstas para os jogos indígenas. Tendo como lema que, em 2015, somos todos indígenas, a competição contará com a presença de povos da Austrália, Japão, Noruega, Rússia, China e Filipinas, além dos indígenas das Américas. O sucesso desse evento, coordenado pelo Comitê Intertribal, Prefeitura de Palmas e Ministério do Esporte, com o apoio da Embratur, se converterá em importante promoção internacional do País, com resultados positivos para a imagem do Brasil e tem grande perspectiva de inserção de destinos turísticos do Estado do Tocantins e de outras regiões brasileiras, em especial nos segmentos de ecoturismo e turismo de aventura.Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo)

Vídeos

Always