Destaque

  • Embratur participa de seminários sobre festas juninas na WTM Latin America

    Embratur participa de seminários sobre festas juninas na WTM Latin America

    Instituto apresenta ações desenvolvidas que apostam na relação entre cultura e turismo para atrair visitantes internacionais ao País Um dos principais eventos culturais do Nordeste, o São João, foi tema de seminário, nesta quinta-feira (23), com profissionais dos segmentos do turismo e cultura durante a WTM Latin America 2015. Representando o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, o assessor da Presidência Walter Ferreira destacou as ações de promoção do Instituto com destaque aos festejos juninos.  Walter Ferreira ministrou o painel “São João do Brasil, um novo produto do Turismo Cultural para unir o País”. “O objetivo da Embratur é aprofundar a parceria com os estados, principalmente os da Região Nordeste, onde as festas populares têm forte tradição e apelo turístico”, explicou o assessor.  De acordo com o presidente Vicente Neto, o Instituto investe na cultura como fator diferencial no mercado turístico mundial e trabalha para aperfeiçoar sua difusão como uma ferramenta de promoção do País no exterior. “As estratégias de promoção da Embratur que agregam os festejos juninos ao calendário nacional de promoção turística do País  já englobaram ações de comunicação, como a realização de press trips com jornalistas internacionais durante os festejos, em 2013, na Copa das Confederações, e em 2014; a inclusão dos eventos no calendário de ações do Instituto, como a participação em feiras; além de campanhas de publicidade”, destacou Neto. Além disso, em 2013, o Instituto lançou um edital de chamamento público para que estados e municípios apresentassem projetos de divulgação das festas. Os estados classificados para divulgação internacional das festas juninas foram Amazonas, Bahia e Sergipe. As outras propostas classificadas foram da Prefeitura de Boa Vista (RR), de São Luís (MA) e de Bananeiras (PB).Durante o seminário na WTM, Walter Ferreira destacou, ainda, que a diversidade cultural brasileira é um dos atrativos mais requisitados pelos visitantes internacionais que desembarcam no Brasil, segundo estudo do Ministério do Turismo, realizado em 2014. “Embora Sol e Praia ainda sejam os principais motivos da vinda ao País, a maior parte (53,4%) dos estrangeiros buscou atividades culturais, como visitas a museus, locais históricos e espaços onde acontecem as tradições e o folclore popular”, finalizou.

  • Embratur e APEX unidas pela promoção internacional do Brasil

    Embratur e APEX unidas pela promoção internacional do Brasil

    Presidente da Embratur, Vicente Neto, recebeu o presidente da Apex-Brasil, David Barioni Neto, para discutir novas parcerias e realizar ações em conjunto para promover os produtos brasileiros no exterior  O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, recebeu na manhã de hoje (23), o presidente da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), David Barioni, com intuito de firmar novas parcerias e trocar experiências de práticas para o desenvolvimento da economia brasileira por meio da promoção turística e da exposição de produtos nacionais no exterior.“Estamos com ótimas expectativas, visando uma reaproximação com a Apex-Brasil, pois queremos realizar um trabalho em conjunto no mercado internacional. Sabemos que juntos podemos mais”, disse Vicente Neto. “Nós acompanhamos diversas ações da Agência para a Copa do Mundo de 2014, nosso intuito agora é, junto a vocês, pensar em ações para as Olimpíadas Rio 2016”, completou.  No encontro, eles falaram sobre o trabalho que é realizado por cada órgão e sobre como unir forças para pontencializar a promoção internacional do País, já que a Embratur e a Apex-Brasil fazem um trabalho semelhante de divulgação dos produtos brasileiros e de projeção da imagem do Brasil no exterior.  “Estou totalmente alinhado a vocês e penso da mesma forma. Espero já podermos, a partir de agora, criar uma agenda em comum. Identificarmos em nossos calendários internacionais quais são os mercados potenciais e que estrategicamente, para ambos os órgãos, façam mais sentido um trabalho em parceria”, ressaltou Barioni.  O presidente da Apex disse ainda que a melhor maneira de reafimar a imagem do Brasil lá fora é unir entidades do governo que já possuem uma sinergia, como Embratur e Apex-Brasil. “Já temos muito em comum e já realizamos um trabalho bastante parecido, apenas com produtos diferentes. Assim como vocês possuem os EBTs (Escritórios Brasileiros de Turismo), também temos nossos escritórios espalhados pelo mundo e que nos auxiliam no trabalho de promoção mais completo. Inclusive, estão à disposição da Embratur”, disse ele. Na oportunidade, o presidente da Embratur destacou que o Brasil possui uma série de elementos que podem ser vinculados à promoção turística. “As feiras internacionais que o País se faz presente por meio da Embratur também são oportunidades de apresentarmos, dentro da plataforma do turismo, mais produtos brasileiros”, explicou. Barioni ressaltou ainda que nenhum setor possui um retorno tão rápido como o turismo para a balança comercial e aproveitou o encontro para convidar o presidente da Embratur para realizar uma agenda em conjunto com Apex na abertura da Expo Milão 2015. “Vamos fechar aqui algo concreto e colocar nossas equipe em contato. Temos estudos na Agência que podem nos auxiliar a identificar os mercados potenciais para futuras ações e parcerias”, concluiu.  Apex-Brasil  Apex-Brasil atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial como rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.

  • Embratur capacita EBTs sobre novos produtos brasileiros

    Embratur capacita EBTs sobre novos produtos brasileiros

    Ação será na WTM Latin America e diversificará a oferta brasileira nos 20 países que a Embratur atuaDurante a WTM Latin America, que acontece entre os dias 22 e 24 de abril em São Paulo, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) irá capacitar os 13 executivos dos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) que atuam em 20 importantes mercados emissores para o Brasil.Serão dois dias de capacitação. No primeiro (23), eles assistirão palestras da Brazilian Luxury Travel Association (BLTA), da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), e da Brazilian Educational & Language Travel Association (BELTA) mostrando novas opções de roteiros e produtos nesses segmentos.No dia 24, as palestras serão ministradas pelos representantes dos Estados brasileiros que explanarão sobre a diversidade dos seus destinos. “O objetivo é unificar e agregar conhecimento com informações técnicas sobre roteiros e destinos, bem como demonstrar as inovações criadas para promoção de novos produtos”, destaca o presidente da Embratur, Vicente Neto.Os EBTs também assistirão uma apresentação do Rio Convention & Visitors Bureau (RCVB) sobre os preparativos do Rio de Janeiro para a Olímpiada de 2016. Dentre os assuntos que serão tratados estão a construção de novos equipamentos culturais, como o Museu de Imagem e Som (MIS) e o Museu do Amanhã, mudanças no sistema viário e inclusão de novos hotéis. O objetivo da palestra é garantir que os promotores do Brasil estejam preparados para comunicar ao mercado internacional as transformações que acontecerão na cidade-sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.WTM – A WTM (World Travel Marketing) é uma das maiores feiras de turismo do mundo e lançou, em 2013, sua versão latino americana. O evento já teve duas edições em São Paulo, confirmando o reconhecimento internacional e o aumento do peso do Brasil no setor turístico. 

  • WTM Latin América reúne profissionais nacionais e internacionais do turismo em SP

    WTM Latin América reúne profissionais nacionais e internacionais do turismo em SP

    Embratur, Ministério do Turismo e secretarias estaduais de países latino-americanos marcam presença na abertura do eventoRealizada anualmente em São Paulo (SP), começou nesta quarta-feira (22), a WTM Latin America 2015. A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) apoia e participa do evento que reúne compradores e vendedores dos segmentos de Lazer e de Negócios. O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, e o presidente do Instituto, Vicente Neto, participaram da cerimônia de abertura.Para o ministro do Turismo, a WTM Latin America é considerada um marco para o setor, que representa 3,7% do PIB brasileiro. “Esse evento tem destaque no mundo pelo poder de alavancar novos negócios. Sediar pela terceira vez a WTM prova que o País está na rota certa, galgando relevância no calendário internacional de eventos”, afirmou o ministro Henrique Alves.A participação do Instituto será marcada com uma extensa programação de conferências, seminários, workshops, reuniões e rodada de negócios entre profissionais brasileiros de turismo. Além disso, a Embratur irá capacitar os 13 Escritórios Brasileiros de Turismo (EBTs) que atuam em 20 importantes mercados emissores para o Brasil.“A feira de três dias de encontros de negócios ininterruptos é um vibrante e imperdível evento business que apresenta uma ampla gama de destinos, produtos, serviços e segmentos. Esta é mais uma oportunidade que promove a América Latina para o mundo e o mundo para a América Latina, criando oportunidades pessoais e de negócios”, destaca o presidente Vicente Neto.Os executivos assistirão palestras da Brazilian Luxury Travel Association (BLTA), da Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), da Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes (ABRAT-GLS) e da Brazilian Educational & Language Travel Association (BELTA) mostrando novas opções de roteiros nesses segmentos. Eles também assistirão palestras ministradas por representantes dos Estados brasileiros que explanarão sobre a diversidade dos seus destinos. Os EBTs também assistirão uma apresentação do Rio Convention & Visitors Bureau (RCVB) sobre os preparativos do Rio de Janeiro para a Olímpiada de 2016.Amanhã, dia 23, o assessor da Presidência da Embratur Walter Ferreira vai ministrar o seminário “São João do Brasil, um novo produto do Turismo Cultural para unir o País”. O Instituto também vai coordenar um painel de apresentação do segmento MICE, com a presença do ex-presidente da ICCA (International Congress and Convention Association) Arnaldo Nardone, diretores do Rio Convention & Visitors Bureau e São Paulo Convention & Visitors Bureau. O tema será  “Tendências do Setor MICE no Cenário Mundial e as Estratégias dos Megaeventos”.Além disso, em outro painel serão debatidas as oportunidades e inovações do setor de negócios com a presença da Associação Latino Americana de Gestores de Eventos (ALAGEV) e da Meetings Professional International (MPI).Durante o evento, o Instituto terá uma agenda com representantes do Comitê da International Congress and Convention Association e os seus associados para alinhamento das informações a serem apresentadas nas próximas feiras do segmento, IMEX Frankfurt e FIEXPO Latinoamerica, debatendo com os destinos brasileiros estratégias de prospecção de oportunidades e eventos para o Brasil. Embratur e BLTA divulgarão, ainda, um estudo realizado junto sobre dados do segmento de luxo no Brasil.WTM Latin America 2015 – O evento atrai mais de 15 mil dos mais importantes executivos interessados em destinos da América Latina. Na edição 2014, US$ 341 milhões foram transacionados, entre 1.300 expositores e cerca de 900 compradores, em que realizaram quase 3.000 reuniões de negócios.Simultaneamente à WTM Latin America, acontece o 43º Encontro Comercial Braztoa,  parceria entre os operadores e os demais profissionais de turismo de todo o País e do exterior com o objetivo de intensificar os segmentos de lazer, MICE e corporativo no Brasil.Além da presença do ministro do Turismo e do presidente da Embratur, participaram da cerimônia de abertura o diretor de Portifólio da WTM Latin America, Craig Moyes; o presidente da Câmara do Comércio de Istambul, Aydin Karancabay; o diretor da Organização Mundial do Turismo, Márcio Favilla; o diretor da WTM, Lawrence Reinisch; o presidente da Braztoa, Eduardo Barbosa; e o secretário de Turismo de São Paulo, Roberto de Lucena.   

  • Turismo de Lazer e de Negócios tem destaque na Wtm Latin America

    Turismo de Lazer e de Negócios tem destaque na Wtm Latin America

    Embratur apoia e participa da 3ª edição da feira divulgando a estratégia de ações de promoção dos diferentes destinos e produtos brasileiros  Pelo terceiro ano consecutivo, o Brasil vai receber a WTM Latin America, uma das maiores feiras de turismo do mundo. Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), vai participar da abertura do evento, que acontecerá simultaneamente ao 43º Encontro Comercial Braztoa, de 22 a 24 de abril, Expo Center Norte, em São Paulo (SP).“O apoio e a participação do Instituto na WTM é uma das oportunidades reais para a geração de negócios dentro da América Latina, reforçando assim o turismo de lazer e de negócios (MICE). Além disso, a Embratur aproveita eventos como esse para inserir cada vez mais o Brasil no leque de interesses dos profissionais estrangeiros”, destacou Neto.A participação do Instituto será marcada por reuniões, troca de experiência e rodada de negócios. A terceira edição oferecerá uma extensa programação de conferências, seminários e workshops para mais de 8 mil visitantes durante seus três dias.“A WTM se consolida como poderosa plataforma de negócios. Provenientes do mundo todo, compradores e vendedores dos segmentos de Lazer e de Negócios se reúnem no evento para três dias de encontros de negócios ininterruptos”, afirmou o presidente da Embratur.Pela importância e espaço concedido pela WTM ao setor de negócios, a Embratur vai coordenar um painel de apresentação do segmento MICE, com a presença do ex-presidente da ICCA (International Congress and Convention Association) Arnaldo Nardone, diretores do Rio Convention & Visitors Bureau e São Paulo Convention & Visitors Bureau. O tema será as “Tendências do Setor MICE no Cenário Mundial e as Estratégias dos Megaeventos”.Além disso, em outro painel serão debatidas as oportunidades e inovações do setor de negócios com a presença da Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos (ALAGEV) e da Meetings Professional International (MPI). Durante o evento, o Instituto terá uma agenda com representantes do Comitê da International Congress and Convention Association e os seus associados para alinhamento das informações a serem apresentadas nas próximas feiras dos segmento, IMEX Frankfurt e FIEXPO Latinoamerica, debatendo com os destinos brasileiros estratégias de prospecção de oportunidades e eventos para o Brasil.WTM Latin America e o 43º Encontro Comercial Braztoa – Paralelamente à WTM Latin America acontecerá o 43º Encontro Comercial Braztoa, a parceria entre os operadores e os demais profissionais de turismo de todo o País e do exterior e intensificar o segmentos de lazer, MICE e corporativo no Brasil. A WTM Latin America 2015 é organizada pela Reed Travel Exhibitions, sediada em Londres, e conta com apoio institucional da Embratur.Segundo a organização da feira, o evento deve atrair mais de 15 mil dos mais importantes executivos interessados no setor de viagens da América Latina. Na edição 2014, US$ 341 milhões foram transacionados, entre 1.300 expositores e cerca de 900 compradores, em que realizaram quase 3.000 reuniões de negócios pré-agendadas.

  • Recursos de emendas parlamentares poderão ampliar atuação da Embratur, diz Vicente Neto

    Recursos de emendas parlamentares poderão ampliar atuação da Embratur, diz Vicente Neto

    Durante audiência pública na Comissão de Turismo da Câmara, presidente do Instituto explica aos deputados o trabalho de promoção e divulgação do Brasil feito no exteriorO presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, participou hoje de audiência pública na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados para falar sobre o trabalho de promoção turística internacional do Brasil. Convidado pelo presidente da Comissão, o deputado Alex Manente (PPS/SP), Vicente Neto explicou aos deputados como é feito o trabalho de divulgação do País como destino turístico.O Plano Aquarela, que desde 2005 é a diretriz das ações realizadas pelo Instituto, além das diversas ferramentas, como participação nas principais feiras internacionais de turismo, comunicação digital, campanhas publicitárias e o trabalho feito pelos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBT) em 11 países foram abordados pelo presidente.Vicente destacou ainda as ações conjuntas realizadas pelo Ministério do Turismo e pela Embratur como a reestruturação de destinos e produtos para se adequarem ao novo momento que o setor está vivendo. “Melhorar o ambiente de negócios e reestruturar a base legal, além de articular ações com entes de governo no mercado internacional é fundamental para desenvolvermos o setor”.Questionado pelos deputados sobre o orçamento da Embratur, Vicente Neto pediu aos parlamentares que destinassem mais emendas ao Instituto. “Precisamos do apoio desta Casa em relação ao aporte de recursos. Emenda parlamentar é sempre bem-vinda”, ressaltou o presidente. Ele agradeceu à deputada Alice Portugal (PC do B/BA), que destinou, por meio da Comissão de Cultura, um total de R$ 5 milhões para incrementar a divulgação do Brasil como destino turístico de Cultura durante o ano de 2015. Neto citou ainda a Frente Parlamentar em Defesa do Turismo que “está sintonizada em busca de mais recursos para a geração de emprego e renda em todo o País”.Vicente Neto falou também sobre o sucesso do Goal to Brasil, evento próprio criado pela Embratur para promover o País para Copa do Mundo de 2014. “Vamos realizar mais 10 edições do evento, agora visando as Olimpíadas e Paralimpíadas”, afirmou.O presidente reconheceu que ainda há entraves para o fortalecimento turístico como a conexão área em todo o Brasil. “Essa é uma questão permanente em nossa pauta e também da pauta da Comissão. Estamos juntando esforços para melhorar a conexão entre as cidades brasileiras e também com as principais cidades do mundo”, observou Neto.A deputada Luizianne Lins (PT/CE) elogiou o trabalho sério e competitivo realizado pelo Instituto. “A Embratur tem trabalhado para qualificar o turista estrangeiro que chega  ao Ceará e em todo o País. Sair do binômio sol e mar também é importante porque temos muito mais a mostrar”, defendeu.Já a deputada Alice Portugal, ressaltou as ações da Embratur contra a exploração sexual. “A Embratur efetivou medidas contra a banalização do corpo da mulher brasileira. A partir disso, o Brasil está sendo visto lá fora de outra forma, com mais respeito”, afirmou a deputada​. 

    • Artigos

      Apesar das incertezas no cenário econômico mundial, o número de turistas que viajaram pelo mundo no ano passado registrou um crescimento de 4,7% na comparação com 2013. Foram 51 milhões a mais de pessoas em busca de conhecer novos lugares, revisitar locais e sabores guardados na memória, descobrir outras culturas ou simplesmente visitar amigos ou fazer compras, conforme dados da Organização Mundial do Turismo. No total, o setor de turismo mundial movimentou mais de US$ 1 trilhão no ano passado.No Brasil, o turismo representa, atualmente, cerca de 3,6% do PIB (Produto Interno Bruto), empregando, direta e indiretamente, mais de 10 milhões de pessoas. O turismo estimula um desenvolvimento limpo e sustentável, que tem como princípio preservar para gerar renda. Além de forte alavanca econômica, contribui também para a ampliação do repertório cognitivo do provo brasileiro, diversificando referências históricas, culturais e sociais. Por outro lado, estimula também o desenvolvimento local, ao injetar bilhões na economia.A injeção de recursos em setores tão capilarizados como serviços – de hotelaria, refeição e receptivo – tem um efeito impressionante nas economias locais. Somente em três dos megaeventos que o Brasil recebeu nos últimos anos, Jornada Mundial da Juventude (JMJ), Copa das Confederações e Copa do Mundo de Futebol (FIFA), a movimentação direta na economia ficou em torno de R$ 8 bilhões. Os serviços turísticos já são um dos principais itens de nossa pauta de exportação. Mas podemos avançar muito mais.Em 2014, a entrada de divisas obtida com o turismo dos visitantes internacionais somou US$ 7,476 bilhões, segundo dados do Banco Central _US$ 6,914 bilhões com viagens internacionais, na conta turismo, e US$ 562 milhões com a venda no exterior de passagens aéreas pelas empresas brasileiras de aviação. Na comparação com os principais produtos de exportação que geram receita para o Brasil, esse valor colocaria os serviços turísticos na quarta posição, à frente da receita obtida com venda de açúcar de cana, farelo e resíduos da extração de óleo de soja, carne de frango, café cru em grãos e automóveis de passageiros.O Brasil é hoje um dos destinos turísticos mais completos do mundo, com ofertas que incluem os segmentos de sol e praia, ecoturismo e aventura, cultura, negócios e eventos, esportes e LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Temos roteiros e produtos turísticos de alto nível para agradar os diferentes públicos ao longo do ano. Nos últimos anos, a gastronomia  também vem ganhando um importante papel. Em 2014, pesquisa feita durante a Copa, mostrou que 93,2% dos visitantes aprovaram a culinária local, indicando que nossos pratos são elementos característicos da cultura brasileira.Os dados da Organização Mundial do Turismo mostram ainda que 2014 foi o quinto ano consecutivo de aumento no número de viajantes. Entre os continentes, o maior crescimento foi registrado nas Américas, com um índice de 7%. Ásia (5%), Europa (4%) e África (2%) vêm em seguida. No ano passado, o setor de turismo contribuiu com 9% para o resultado do PIB mundial, 30% das exportações de serviços e 6% do comércio internacional.Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo)

    • Clipping

      PORTAL DE NOTÍCIAS G1 - Brasil vai divulgar SP, Florianópolis e Recife como destinos turísticos GLSEmbratur vai promover as 3 cidades como 'gay friendly' em evento mundial.Mercado de viagens para gays e lésbicas movimenta US$ 54 bilhões/ano.As cidades de São Paulo, Florianópolis e Recife serão apresentadas pelo governo brasileiro como destinos "gay friendly" (abertos a turistas GLS) no encontro internacional do setor em 2015.A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) vai participar da convenção anual da International Gay and Lesbian Tourism Association (IGLTA), associação que reúne empresas especializadas nesse segmento em todo o mundo. O encontro será entre os dias 8 e 11 de abril em Los Angeles, nos EUA. A Associação Brasileira de Turismo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Transgêneros e Travestis) também vai participar do evento em Los Angeles.A Embratur vai mostrar produtos e destinos brasileiros para 150 agentes e operadores de turismo em um almoço. O evento também terá rodadas de negócios, seminários e apresentação de boas práticas e temas relacionados. No último dia, a feira vai abrir ao público geral e os turistas em potencial vão receber materiais sobre os destinos brasileiros.Perfil do turista LGBTDe acordo com a IGLTA, o mercado de viagens GLS movimenta US$ 54 bilhões por ano. Segundo pesquisas, turistas com esse perfil realizam em média 4 viagens por ano em período de baixa temporada e gastam mais com cultura, lazer, entretenimento e aquisição de artigos de luxo. A duração da estadia é o dobro da do turista comum.Em 2012, o evento aconteceu pela primeira vez no Brasil, em Florianópolis. Segundo a Embratur, Recife pretende se candidatar para sediar o IGLTA em 2019.Saiba mais: http://glo.bo/1Gktpft

    • Notícias

      Instituto apresenta ações desenvolvidas que apostam na relação entre cultura e turismo para atrair visitantes internacionais ao País Um dos principais eventos culturais do Nordeste, o São João, foi tema de seminário, nesta quinta-feira (23), com profissionais dos segmentos do turismo e cultura durante a WTM Latin America 2015. Representando o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, o assessor da Presidência Walter Ferreira destacou as ações de promoção do Instituto com destaque aos festejos juninos.  Walter Ferreira ministrou o painel “São João do Brasil, um novo produto do Turismo Cultural para unir o País”. “O objetivo da Embratur é aprofundar a parceria com os estados, principalmente os da Região Nordeste, onde as festas populares têm forte tradição e apelo turístico”, explicou o assessor.  De acordo com o presidente Vicente Neto, o Instituto investe na cultura como fator diferencial no mercado turístico mundial e trabalha para aperfeiçoar sua difusão como uma ferramenta de promoção do País no exterior. “As estratégias de promoção da Embratur que agregam os festejos juninos ao calendário nacional de promoção turística do País  já englobaram ações de comunicação, como a realização de press trips com jornalistas internacionais durante os festejos, em 2013, na Copa das Confederações, e em 2014; a inclusão dos eventos no calendário de ações do Instituto, como a participação em feiras; além de campanhas de publicidade”, destacou Neto. Além disso, em 2013, o Instituto lançou um edital de chamamento público para que estados e municípios apresentassem projetos de divulgação das festas. Os estados classificados para divulgação internacional das festas juninas foram Amazonas, Bahia e Sergipe. As outras propostas classificadas foram da Prefeitura de Boa Vista (RR), de São Luís (MA) e de Bananeiras (PB).Durante o seminário na WTM, Walter Ferreira destacou, ainda, que a diversidade cultural brasileira é um dos atrativos mais requisitados pelos visitantes internacionais que desembarcam no Brasil, segundo estudo do Ministério do Turismo, realizado em 2014. “Embora Sol e Praia ainda sejam os principais motivos da vinda ao País, a maior parte (53,4%) dos estrangeiros buscou atividades culturais, como visitas a museus, locais históricos e espaços onde acontecem as tradições e o folclore popular”, finalizou.

Vídeos

I World Indigenous Brasil 2015 - 30'