Destaque

  • Turismo de Lazer e de Negócios tem destaque na Wtm Latin America

    Turismo de Lazer e de Negócios tem destaque na Wtm Latin America

    Embratur apoia e participa da 3ª edição da feira divulgando a estratégia de ações de promoção dos diferentes destinos e produtos brasileiros  Pelo terceiro ano consecutivo, o Brasil vai receber a WTM Latin America, uma das maiores feiras de turismo do mundo. Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), vai participar da abertura do evento, que acontecerá simultaneamente ao 43º Encontro Comercial Braztoa, de 22 a 24 de abril, Expo Center Norte, em São Paulo (SP).“O apoio e a participação do Instituto na WTM é uma das oportunidades reais para a geração de negócios dentro da América Latina, reforçando assim o turismo de lazer e de negócios (MICE). Além disso, a Embratur aproveita eventos como esse para inserir cada vez mais o Brasil no leque de interesses dos profissionais estrangeiros”, destacou Neto.A participação do Instituto será marcada por reuniões, troca de experiência e rodada de negócios. A terceira edição oferecerá uma extensa programação de conferências, seminários e workshops para mais de 8 mil visitantes durante seus três dias.“A WTM se consolida como poderosa plataforma de negócios. Provenientes do mundo todo, compradores e vendedores dos segmentos de Lazer e de Negócios se reúnem no evento para três dias de encontros de negócios ininterruptos”, afirmou o presidente da Embratur.Pela importância e espaço concedido pela WTM ao setor de negócios, a Embratur vai coordenar um painel de apresentação do segmento MICE, com a presença do ex-presidente da ICCA (International Congress and Convention Association) Arnaldo Nardone, diretores do Rio Convention & Visitors Bureau e São Paulo Convention & Visitors Bureau. O tema será as “Tendências do Setor MICE no Cenário Mundial e as Estratégias dos Megaeventos”.Além disso, em outro painel serão debatidas as oportunidades e inovações do setor de negócios com a presença da Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos (ALAGEV) e da Meetings Professional International (MPI). Durante o evento, o Instituto terá uma agenda com representantes do Comitê da International Congress and Convention Association e os seus associados para alinhamento das informações a serem apresentadas nas próximas feiras dos segmento, IMEX Frankfurt e FIEXPO Latinoamerica, debatendo com os destinos brasileiros estratégias de prospecção de oportunidades e eventos para o Brasil.WTM Latin America e o 43º Encontro Comercial Braztoa – Paralelamente à WTM Latin America acontecerá o 43º Encontro Comercial Braztoa, a parceria entre os operadores e os demais profissionais de turismo de todo o País e do exterior e intensificar o segmentos de lazer, MICE e corporativo no Brasil. A WTM Latin America 2015 é organizada pela Reed Travel Exhibitions, sediada em Londres, e conta com apoio institucional da Embratur.Segundo a organização da feira, o evento deve atrair mais de 15 mil dos mais importantes executivos interessados no setor de viagens da América Latina. Na edição 2014, US$ 341 milhões foram transacionados, entre 1.300 expositores e cerca de 900 compradores, em que realizaram quase 3.000 reuniões de negócios pré-agendadas.

  • Recursos de emendas parlamentares poderão ampliar atuação da Embratur, diz Vicente Neto

    Recursos de emendas parlamentares poderão ampliar atuação da Embratur, diz Vicente Neto

    Durante audiência pública na Comissão de Turismo da Câmara, presidente do Instituto explica aos deputados o trabalho de promoção e divulgação do Brasil feito no exteriorO presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, participou hoje de audiência pública na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados para falar sobre o trabalho de promoção turística internacional do Brasil. Convidado pelo presidente da Comissão, o deputado Alex Manente (PPS/SP), Vicente Neto explicou aos deputados como é feito o trabalho de divulgação do País como destino turístico.O Plano Aquarela, que desde 2005 é a diretriz das ações realizadas pelo Instituto, além das diversas ferramentas, como participação nas principais feiras internacionais de turismo, comunicação digital, campanhas publicitárias e o trabalho feito pelos Escritórios Brasileiros de Turismo (EBT) em 11 países foram abordados pelo presidente.Vicente destacou ainda as ações conjuntas realizadas pelo Ministério do Turismo e pela Embratur como a reestruturação de destinos e produtos para se adequarem ao novo momento que o setor está vivendo. “Melhorar o ambiente de negócios e reestruturar a base legal, além de articular ações com entes de governo no mercado internacional é fundamental para desenvolvermos o setor”.Questionado pelos deputados sobre o orçamento da Embratur, Vicente Neto pediu aos parlamentares que destinassem mais emendas ao Instituto. “Precisamos do apoio desta Casa em relação ao aporte de recursos. Emenda parlamentar é sempre bem-vinda”, ressaltou o presidente. Ele agradeceu à deputada Alice Portugal (PC do B/BA), que destinou, por meio da Comissão de Cultura, um total de R$ 5 milhões para incrementar a divulgação do Brasil como destino turístico de Cultura durante o ano de 2015. Neto citou ainda a Frente Parlamentar em Defesa do Turismo que “está sintonizada em busca de mais recursos para a geração de emprego e renda em todo o País”.Vicente Neto falou também sobre o sucesso do Goal to Brasil, evento próprio criado pela Embratur para promover o País para Copa do Mundo de 2014. “Vamos realizar mais 10 edições do evento, agora visando as Olimpíadas e Paralimpíadas”, afirmou.O presidente reconheceu que ainda há entraves para o fortalecimento turístico como a conexão área em todo o Brasil. “Essa é uma questão permanente em nossa pauta e também da pauta da Comissão. Estamos juntando esforços para melhorar a conexão entre as cidades brasileiras e também com as principais cidades do mundo”, observou Neto.A deputada Luizianne Lins (PT/CE) elogiou o trabalho sério e competitivo realizado pelo Instituto. “A Embratur tem trabalhado para qualificar o turista estrangeiro que chega  ao Ceará e em todo o País. Sair do binômio sol e mar também é importante porque temos muito mais a mostrar”, defendeu.Já a deputada Alice Portugal, ressaltou as ações da Embratur contra a exploração sexual. “A Embratur efetivou medidas contra a banalização do corpo da mulher brasileira. A partir disso, o Brasil está sendo visto lá fora de outra forma, com mais respeito”, afirmou a deputada​. 

  • Embratur alinha estratégia de promoção turística junto a Setur/DF

    Embratur alinha estratégia de promoção turística junto a Setur/DF

    Pensando em novas parcerias e ações conjuntas, Embratur reuniu-se na manhã de hoje (15), com a Secretaria de Turismo do DF Criar mais aproximação entre as áreas técnicas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e da Secretaria de Turismo do Distrito Federal para alinhar estratégias de participação do estado em ações de promoção turística internacional realizadas pela Embratur. Esse foi um dos principais objetivos do encontro técnico que aconteceu no Instituto na manhã de hoje (15), com novos representantes de diferentes áreas da Setur/DF. “Foi uma reunião técnica para integrarmos nossas ferramentas de trabalho com a Setur/DF e vice-versa. É importante compartilharmos dados estratégicos com os estados. Isso otimiza a participação em eventos internacionais e a realização de novas ações para obtenção de bons resultados”, explicou Vicente Neto, presidente da Embratur . No encontro, coordenadores do Instituto explicaram sobre suas respectivas áreas e sobre a importância de aproximação com os estados para que o trabalho seja feito sempre em parceria para um melhor aproveitamento das oportunidades. Os técnicos também falaram sobre ações em conjunto para captação de mais eventos internacionais e novos voos para facilitar o fluxo de turistas à capital federal.

  • Ministério e Embratur discutem novo PPA

    Ministério e Embratur discutem novo PPA

    Reunião do Plano Plurianual 2016-2019 definirá novos rumos para o turismo no BrasilHoje e amanhã, diretores e técnicos do Ministério do Turismo e da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) estarão reunidos para definir as novas metas e diretrizes que nortearão as ações das duas entidades nos próximos quatro anos e comporão o Plano Plurianual (PPA) 2016-2019.  A reunião acontece nos mesmos dias em que a Secretaria-Geral do Governo realiza o Fórum Dialoga Brasil no PPA 2016/2019 com  cerca de 400 líderes de 50 entidades representativas da sociedade civil, como centrais sindicais, confederações empresariais, movimentos sociais e redes. “Este é um momento importante para repensar o Turismo e definir os novos caminhos que queremos para essa importante atividade econômica”, explica Vicente Neto, presidente da Embratur. Com a consultoria do professor Wagner Pádua, especialista em reestruturação de empresas, marketing e inovação, o grupo composto pelo alto escalão do Ministério e da Embratur deve propor objetivos, metas e indicadores, além de apresentar quais órgãos serão responsáveis por cada item. A proposta de PPA que nascerá dessa reunião será enviada ao Congresso Nacional para aprovação. O que é PPA - O Plano Plurianual é um instrumento de planejamento previsto no art. 165 da Constituição Federal. Nele são declaradas as políticas públicas do governo para um período de quatro anos e os caminhos trilhados para viabilizar as metas previstas. Dessa forma, se organiza a ação de governo e se estabelece, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública Federal. Após sua elaboração, o PPA deve ser enviado ao Congresso Nacional pela presidente Dilma Rousseff  até agosto de 2015, conforme previsto na Constituição de 1988. Para saber mais sobre o PPA: http://bit.ly/1awWtCh

  • Brasil é referência de promoção turística para a Arábia Saudita

    Brasil é referência de promoção turística para a Arábia Saudita

    Embratur apresenta políticas de promoção turística internacional aos sauditas Em reunião com delegação da Arábia Saudita e integrantes do Ministério do Turismo e Sebrae, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) apresentou na tarde de ontem (13), experiências do Brasil relacionadas às atividades turísticas e políticas de estratégias de promoção do turismo brasileiro no mercado internacional. Alexandre Nakagawa, coordenador do Mercado Americano do Instituto, fez apresentação geral do trabalho de dilvulgação do País no exterior e explicou sobre como são desenvolvidas as ações de promoção e marketing do Brasil.  “A pedido dos sauditas, o Ministério do Turismo nos convidou para falarmos sobre as nossas ações de promoção. O intuito deles foi conhecer o mecanismo de organização e dinâmica do trabalho que é feito pela Embratur, ou seja, saber como promovemos nossos destinos”, explicou Nakagawa.  Além do tema promoção internacional, a delegação também assistiu a apresentação do Ministério do Turismo sobre experiência brasileira no desenvolvimento do ecoturismo, agroturismo e turismo de aventura, e sobre a classificação da hotelaria brasileira. O Sebrae falou de desenvolvimento de pequenas e médias empresas do turismo.  “Eles estavam bastante interessados em saber mais como o Brasil trabalha os segmentos turísticos de forma geral e isso significa que o turismo brasileiro é uma referência para eles”, disse o coordenador da Embratur. 

  • Roadshow promove o Brasil no Canadá e nos EUA

    Roadshow promove o Brasil no Canadá e nos EUA

    Eventos aconteceram em sete diferentes cidades dos maiores emissores de turistas da América do Norte A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) realizou um roadshow por sete cidades do Canadá e Estados Unidos em parceria com uma das maiores operadoras de turismo da América do Norte, a Goway Travel.Os agentes da Goway que trabalham nas cidades canadenses Halifax, Ottawa, Toronto, Winnipeg, Edmonton, Victoria e na norte-americana Chicago assistiram, de 23 de março a primeiro de abril, a uma série de apresentações sobre o destino Brasil com foco nos segmentos Sol e Praia, Ecoturismo e Aventura, Cultura, Negócios e Eventos, Esportes e Produtos Focados.O objetivo do Rodshow foi de ampliar as oportunidades de apoio à comercialização junto a essa importante operadora Canadense através da divulgação das rotas aéreas existentes e informações sobre as principais capitais Brasileiras.  “A parceria com a Goway é fundamental para a execução de estratégia de promoção da Embratur na América do Norte, pois, nessa ação, foi possível capacitar um grande número de agentes de viagem, bem como divulgar produtos e destinos para mídias especializadas do mercado”, explica Alexandre Nakagawa, coordenador do Mercado Americano.   Fruto da negociação do Instituto com a Operadora, além da capacitação dos agentes de viagem o roadshow também resultará em publicações na Globetrotting Magazine, no E-zine da Goway, e na realização de mais um evento em Toronto para premiação de agentes com viagens ao Brasil.  Mercado Canadense - O Canadá é o 2º país na América do Norte que mais envia turistas para o Brasil. Atualmente existem 7 frequências de voos que operam com origem em Toronto chegando a São Paulo, pela companhia aérea Air Canada.  A Goway Travel atua no mercado desde 1970 e possui departamentos especializados em pacotes FIT, grupos e incentivos. A operadora é membro das associações: ACTA (Association of Canadian Travel Agencies), ASTA (American Society of Travel Agents) e USTOA (United States Tour Operator Association).   

    • Artigos

      Apesar das incertezas no cenário econômico mundial, o número de turistas que viajaram pelo mundo no ano passado registrou um crescimento de 4,7% na comparação com 2013. Foram 51 milhões a mais de pessoas em busca de conhecer novos lugares, revisitar locais e sabores guardados na memória, descobrir outras culturas ou simplesmente visitar amigos ou fazer compras, conforme dados da Organização Mundial do Turismo. No total, o setor de turismo mundial movimentou mais de US$ 1 trilhão no ano passado.No Brasil, o turismo representa, atualmente, cerca de 3,6% do PIB (Produto Interno Bruto), empregando, direta e indiretamente, mais de 10 milhões de pessoas. O turismo estimula um desenvolvimento limpo e sustentável, que tem como princípio preservar para gerar renda. Além de forte alavanca econômica, contribui também para a ampliação do repertório cognitivo do provo brasileiro, diversificando referências históricas, culturais e sociais. Por outro lado, estimula também o desenvolvimento local, ao injetar bilhões na economia.A injeção de recursos em setores tão capilarizados como serviços – de hotelaria, refeição e receptivo – tem um efeito impressionante nas economias locais. Somente em três dos megaeventos que o Brasil recebeu nos últimos anos, Jornada Mundial da Juventude (JMJ), Copa das Confederações e Copa do Mundo de Futebol (FIFA), a movimentação direta na economia ficou em torno de R$ 8 bilhões. Os serviços turísticos já são um dos principais itens de nossa pauta de exportação. Mas podemos avançar muito mais.Em 2014, a entrada de divisas obtida com o turismo dos visitantes internacionais somou US$ 7,476 bilhões, segundo dados do Banco Central _US$ 6,914 bilhões com viagens internacionais, na conta turismo, e US$ 562 milhões com a venda no exterior de passagens aéreas pelas empresas brasileiras de aviação. Na comparação com os principais produtos de exportação que geram receita para o Brasil, esse valor colocaria os serviços turísticos na quarta posição, à frente da receita obtida com venda de açúcar de cana, farelo e resíduos da extração de óleo de soja, carne de frango, café cru em grãos e automóveis de passageiros.O Brasil é hoje um dos destinos turísticos mais completos do mundo, com ofertas que incluem os segmentos de sol e praia, ecoturismo e aventura, cultura, negócios e eventos, esportes e LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Temos roteiros e produtos turísticos de alto nível para agradar os diferentes públicos ao longo do ano. Nos últimos anos, a gastronomia  também vem ganhando um importante papel. Em 2014, pesquisa feita durante a Copa, mostrou que 93,2% dos visitantes aprovaram a culinária local, indicando que nossos pratos são elementos característicos da cultura brasileira.Os dados da Organização Mundial do Turismo mostram ainda que 2014 foi o quinto ano consecutivo de aumento no número de viajantes. Entre os continentes, o maior crescimento foi registrado nas Américas, com um índice de 7%. Ásia (5%), Europa (4%) e África (2%) vêm em seguida. No ano passado, o setor de turismo contribuiu com 9% para o resultado do PIB mundial, 30% das exportações de serviços e 6% do comércio internacional.Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo)

    • Clipping

      PORTAL DE NOTÍCIAS G1 - Brasil vai divulgar SP, Florianópolis e Recife como destinos turísticos GLSEmbratur vai promover as 3 cidades como 'gay friendly' em evento mundial.Mercado de viagens para gays e lésbicas movimenta US$ 54 bilhões/ano.As cidades de São Paulo, Florianópolis e Recife serão apresentadas pelo governo brasileiro como destinos "gay friendly" (abertos a turistas GLS) no encontro internacional do setor em 2015.A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) vai participar da convenção anual da International Gay and Lesbian Tourism Association (IGLTA), associação que reúne empresas especializadas nesse segmento em todo o mundo. O encontro será entre os dias 8 e 11 de abril em Los Angeles, nos EUA. A Associação Brasileira de Turismo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais, Transgêneros e Travestis) também vai participar do evento em Los Angeles.A Embratur vai mostrar produtos e destinos brasileiros para 150 agentes e operadores de turismo em um almoço. O evento também terá rodadas de negócios, seminários e apresentação de boas práticas e temas relacionados. No último dia, a feira vai abrir ao público geral e os turistas em potencial vão receber materiais sobre os destinos brasileiros.Perfil do turista LGBTDe acordo com a IGLTA, o mercado de viagens GLS movimenta US$ 54 bilhões por ano. Segundo pesquisas, turistas com esse perfil realizam em média 4 viagens por ano em período de baixa temporada e gastam mais com cultura, lazer, entretenimento e aquisição de artigos de luxo. A duração da estadia é o dobro da do turista comum.Em 2012, o evento aconteceu pela primeira vez no Brasil, em Florianópolis. Segundo a Embratur, Recife pretende se candidatar para sediar o IGLTA em 2019.Saiba mais: http://glo.bo/1Gktpft

    • Notícias

      Embratur apoia e participa da 3ª edição da feira divulgando a estratégia de ações de promoção dos diferentes destinos e produtos brasileiros  Pelo terceiro ano consecutivo, o Brasil vai receber a WTM Latin America, uma das maiores feiras de turismo do mundo. Vicente Neto, presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), vai participar da abertura do evento, que acontecerá simultaneamente ao 43º Encontro Comercial Braztoa, de 22 a 24 de abril, Expo Center Norte, em São Paulo (SP).“O apoio e a participação do Instituto na WTM é uma das oportunidades reais para a geração de negócios dentro da América Latina, reforçando assim o turismo de lazer e de negócios (MICE). Além disso, a Embratur aproveita eventos como esse para inserir cada vez mais o Brasil no leque de interesses dos profissionais estrangeiros”, destacou Neto.A participação do Instituto será marcada por reuniões, troca de experiência e rodada de negócios. A terceira edição oferecerá uma extensa programação de conferências, seminários e workshops para mais de 8 mil visitantes durante seus três dias.“A WTM se consolida como poderosa plataforma de negócios. Provenientes do mundo todo, compradores e vendedores dos segmentos de Lazer e de Negócios se reúnem no evento para três dias de encontros de negócios ininterruptos”, afirmou o presidente da Embratur.Pela importância e espaço concedido pela WTM ao setor de negócios, a Embratur vai coordenar um painel de apresentação do segmento MICE, com a presença do ex-presidente da ICCA (International Congress and Convention Association) Arnaldo Nardone, diretores do Rio Convention & Visitors Bureau e São Paulo Convention & Visitors Bureau. O tema será as “Tendências do Setor MICE no Cenário Mundial e as Estratégias dos Megaeventos”.Além disso, em outro painel serão debatidas as oportunidades e inovações do setor de negócios com a presença da Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos (ALAGEV) e da Meetings Professional International (MPI). Durante o evento, o Instituto terá uma agenda com representantes do Comitê da International Congress and Convention Association e os seus associados para alinhamento das informações a serem apresentadas nas próximas feiras dos segmento, IMEX Frankfurt e FIEXPO Latinoamerica, debatendo com os destinos brasileiros estratégias de prospecção de oportunidades e eventos para o Brasil.WTM Latin America e o 43º Encontro Comercial Braztoa – Paralelamente à WTM Latin America acontecerá o 43º Encontro Comercial Braztoa, a parceria entre os operadores e os demais profissionais de turismo de todo o País e do exterior e intensificar o segmentos de lazer, MICE e corporativo no Brasil. A WTM Latin America 2015 é organizada pela Reed Travel Exhibitions, sediada em Londres, e conta com apoio institucional da Embratur.Segundo a organização da feira, o evento deve atrair mais de 15 mil dos mais importantes executivos interessados no setor de viagens da América Latina. Na edição 2014, US$ 341 milhões foram transacionados, entre 1.300 expositores e cerca de 900 compradores, em que realizaram quase 3.000 reuniões de negócios pré-agendadas.

Vídeos

I World Indigenous Brasil 2015 - 30'