Destaque

  • Brasil presente em feira no Peru

    Brasil presente em feira no Peru

    Destinos turísticos serão apresentados durante a Feira Internacional de Turismo de ArequipaEntre hoje (20) e amanhã os destinos turísticos brasileiros serão destaque durante a 23ª edição da Feira AVIT (Feira Internacional de Turismo de Arequipa), no Peru. A iniciativa é do Comitê Descubra Brasil no Peru, Embaixada do Brasil e Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo).Além do estande sobre o Brasil, a consultora do Escritório Brasileiro de Turismo na América do Sul, Alessandra Fernandes, realizará apresentações, detalhando os segmentos turísticos brasileiros para os operadores locais.Conforme os dados do Anuário Estatístico de Turismo, produzido pelo Ministério do Turismo, o Peru ocupa a 13ª posição no ranking de países que mais enviaram turistas ao Brasil no ano passado, quando 98.602 peruanos entram no País. Entre 2012 e 2013, houve um aumento de 7,18 % no número de entrada de turistas peruanos.Comitê Descubra BrasilNo Peru, o Comitê Descubra Brasil foi constituído em 2004 e tem a finalidade de aumentar o fluxo de turistas peruanos para o Brasil. Os comitês de promoção turística têm seu funcionamento junto aos Setores de Promoção Comercial das Embaixadas do Brasil no exterior e seguem as diretrizes estratégicas estabelecidas pela Embratur.

  • Turismo Cultural na pauta de evento em Olinda

    Turismo Cultural na pauta de evento em Olinda

    Embratur apresentará sua estratégia para o desenvolvimento do segmento. Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial acontece entre os dias 20 e 22 de novembroA diversificação do produto turístico no mercado internacional por meio da Cultura do Brasil é uma ação prioritária da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Diante disso, o Instituto vai participar do Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial, em Olinda (PE), de hoje (20) até sábado (22). O evento é realizado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) e Prefeitura Municipal de Olinda e tem o objetivo de disseminar o conhecimento de políticas públicas e de boas práticas relacionadas às cidades históricas brasileiras.O diretor de Produtos e Destinos da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Marco Lomanto, falará no dia 21 sobre as Políticas de Desenvolvimento para o Turismo Cultural no Brasil, com foco nas experiências  que promovem o Turismo Cultural, associado ao desenvolvimento sustentável e as impactos socioculturais e econômicos. “O Plano Aquarela, lançado em 2005, destacou que o Povo e a Cultura Viva como um dos principais motivos para se visitar o Brasil, segundo pesquisa com potenciais turistas. Assim, temos uma forte atuação dentro desse segmento, trabalhamos o Turismo Cultural em várias vertentes”, afirmou.Na oportunidade, Lomanto também apresentará o filme “Dance”, lançado pela Embratur e escolhido como “O Melhor Comercial da Copa do Mundo de 2014”, em concurso promovido pelo Meio & Mensagem. A peça fez parte da campanha publicitária internacional lançada pelo Instituto um mês antes do início da Copa do Mundo e convidou os turistas a desfrutarem dos múltiplos destinos culturais e naturais, assim como da alegria, hospitalidade e paixão do povo brasileiro pela dança e pelo futebol.A Embratur possui um projeto de Promoção dos 12 Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil nos mercados prioritários de emissão de turistas para o País. Para isso, o Instituto vem desenvolvendo uma série de atividades, como a realização de workshops, press trips, material promocional, e exposições sobre o tema. Além disso, promove a participação de grupos culturais locais em feiras e eventos internacionais do Instituto.“A Embratur acredita que cultura e turismo têm uma relação de benefício mútuo que pode fortalecer a atratividade e a competitividade de regiões e países. E mais, sabe reconhecer a importância da cultura na relação com o turista, a comunidade local, os moradores e turistas”, destacou o diretor Marco Lomanto.Acordos - Outra estratégia para destacar o Turismo Cultural são os Acordos de Cooperação.  A Embratur tem trabalhado em um acordo junto ao Ministério da Cultura, Ministério do Turismo, Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) para a implementação de uma política pública que vise fortalecer e promover o Turismo Cultural no Brasil.O Instituto também firmou parceria este ano, por meio de Acordo de Cooperação,  com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o objetivo de realizar viagens técnicas aos destinos nacionais e internacionais de reconhecida excelência ou referência, usando a metodologia do Benchmarking. No caso do Turismo Cultural, estas viagens técnicas serão às cidades reconhecidas como Patrimônio Cultural pela Unesco, como Cartagena, na Colômbia.Patrimônio Cultural - O Brasil tem 12 sítios reconhecidos pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade: o Plano Piloto de Brasília (DF) – primeiro patrimônio da Era Contemporânea no mundo; o Centro Histórico da Cidade de Goiás (GO); o Centro Histórico de Olinda (PE); o Centro Histórico de São Luís (MA); os Centros Históricos de Diamantina e de Ouro Preto (MG); o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas (MG); o Centro Histórico de Salvador (BA); o Parque Nacional da Serra da Capivara em São Raimundo Nonato (PI); as Ruínas Jesuítico-Guaranis de São Miguel das Missões (RS); a Praça de São Francisco na cidade de São Cristóvão (SE) e o Rio de Janeiro, primeira cidade do mundo a ser reconhecida no segmento de Paisagem Cultural, pela simbiose entre ocupação humana e natureza na cidade do Rio. 

  • Embratur incrementa promoção dos Jogos Mundiais Indígenas

    Embratur incrementa promoção dos Jogos Mundiais Indígenas

    Parceria com ministério do Esporte e divulgação durante EIBTM, em Barcelona, fazem parte do pacote de ações que Instituto planejou para divulgar o torneio A Embratur (Instituto Brasileiro o Turismo) e o Ministério do Esporte fecharam parceria para incluir os Jogos Mundiais Indígenas (JMI) no calendário de ações de promoção do Brasil como destino turístico de 2015. Depois do sucesso obtido em Londres no começo de novembro, onde o evento esportivo foi divulgado na WTM (Word Travel Market), os jogos, previstos para setembro, serão destaque na Fitur (Feira Internacional de Turismo), marcada para janeiro na Espanha e nas demais ações previstas até agosto. “Mais que um espetáculo, esses jogos contribuem também para a afirmação da identidade cultural indígena”, afirmou Ricardo Cappelli, secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, após reunião com o presidente da Embratur, Vicente Neto. “O sucesso da Copa do Mundo já demonstrou nossa capacidade de realizar grandes eventos esportivos. Os jogos indígenas reafirmam o Brasil como um país preocupado com a sustentabilidade e respeito ao meio ambiente e diversidade étnica”, disse. “Além de valorizar a riqueza cultural dos povos indígenas, os jogos ajudarão a promover outros segmentos do turismo como o ecoturismo e o turismo de aventuras”, destacou Vicente Neto. Para o presidente da Embratur, o torneio, com competições típicas como a corrida de toras e o futebol de cabeça (xikunahati), é também uma forma de mostrar a diversidade do Brasil. “Essa parceria, que conta também com a participação do governo local, ajuda a consolidar os eventos esportivos como importante plataforma do turismo”, completou Neto. Durante esta semana, a Embratur aproveitou a realização da 27ª edição da EIBTM, em Barcelona, para incrementar a divulgação dos JMI na Europa. Carlos Amastha, prefeito de Palmas (TO), cidade-sede dos JMI, concedeu entrevistas a veículos de comunicação presentes na maior feira europeia voltada para o turismo de negócios, eventos e incentivos. "A repercussão sobre a realização dos jogos na cidade tem sido ótima e Palmas tem vantagem de ser uma capital jovem e em crescimento, é mais fácil de trabalhar com projetos como esse. Estamos com uma janela para o mundo apontando para um megaevento promovendo a cidade e o seu entorno. Temos mais de 80 cachoeiras, comunidades indígenas, rica culinária entre outros atrativos que serão promovidos juntamente com os Jogos”, ressaltou o prefeito. Segundo ele, os jogos vão atrair um público estimado em 100 mil pessoas nos 10 dias de evento, movimentando em torno de R$ 50 milhões, envolvendo a rede hoteleira, restaurantes, bares, o trade turístico e o comércio. Os I Jogos Mundiais Indígenas acontecerão em Palmas, capital de Tocantins, em setembro de 2015. Os Jogos dos Povos Indígenas surgiram no Brasil em 1996 em Goiânia, iniciativa do Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena, com apoio do Governo Federal. Desde então, 13 edições nacionais já ocorreram. Agora, com participação já confirmada de 23 países, será a primeira vez que os jogos acontecem em âmbito mundial. Além dos indígenas das Américas, também estarão presentes os povos da Austrália, Japão, Noruega, Rússia, China e Filipinas. Do Brasil, cerca de 22 etnias devem participar da competição; Apenas no Tocantins existem sete etnias com uma população de aproximadamente 10 mil pessoas. Também estão previstas disputas nas seguintes modalidades: tiro com arco e flecha, arremesso de lança, cabo de força, corrida de velocidade rústica (100m), canoagem rústica tradicional, lutas corporais, futebol de campo, natação e atletismo. Foto de capa: Presidente da Embratur, Vicente Neto, e o secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Ricardo Cappelli. 

  • Embratur participa do II Fórum internacional Marca País no Chile

    Embratur participa do II Fórum internacional Marca País no Chile

    Instituto explica a criação e divulgação da Marca Brasil no evento que acontece nos dias 20 e 21 de novembroO debate sobre a Marca País está cada vez mais presente nas discussões quando se pensa na identidade corporativa de uma nação, associada à percepção da imagem que ela nos remete, à reputação e ao desenvolvimento. Como uma oportunidade de troca  e disseminação de conhecimentos, tendo como base o marketing para a diplomacia pública, acontece nos dias 20 e 21 de novembro, em Santiago, no Chile, o II Foro Internacional Marca País.O assessor da presidência da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo Embratur), Walter Ferreira, participa do evento no dia 20, no painel Cultura e Identidade como promotoras da Marca País, ao lado de representantes do Uruguai e do Equador.Com o tema Fator Brasil e eventos de grande visibilidade, Walter falará sobre o processo de criação e divulgação da Marca Brasil, a partir de pesquisa realizada com turistas atuais, potenciais turistas, operadoras e trade turístico. “É importante destacar para os participantes como está se desenvolvendo a atuação da Marca Brasil na promoção do País no exterior”, explica.O primeiro Fórum foi realizado no Uruguai, em junho de 2013 e foi organizado pelo Ministério do Turismo e Desporto daquele país, Uruguai XXI, com apoio do BID e colaboração da Organização Mundial do Turismo (OMT). O segundo Fórum, agora no Chile, é organizado pela Fundación Imagen de Chile, instituição autônoma criada em 2009, com o objetivo de coordenar os esforços para promover e fortalecer a imagem competitiva do Chile no exterior.Participam do II Foro Internacional Marca País,  escritórios nacionais da Marca País na América Latina; organismos públicos e privados relevantes para a promoção da Marca-País; Câmaras de Comércio, Turismo e representantes diplomáticos; universidades e  centros acadêmicos ligados ao tema; além de jornalistas nacionais e estrangeiros.Marca Brasil – Lançada junto com o Plano Aquarela – Marketing Turístico Internacional, que norteia as ações de promoção turística do País no exterior, a Marca Brasil nasceu em 2005 a partir de uma concorrência nacional vencida pelo designer Kiko Farkas. A seleção aconteceu entre cinco finalistas de 37 escritórios inscritos, numa parceria entre a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e a ADG (Associação de Designers Gráficos) que, além do suporte técnico, garantiu o envolvimento da sociedade no processo.As cores da “marca” foram escolhidas a partir da opinião de 190 operadores turísticos de 18 mercados, 1.200 turistas que visitaram o país e 5 mil pessoas de 18 países que nunca estiveram no Brasil. Esse público indicou a sua visão do Brasil: o Brasil é um país visto com muitas cores. O verde, que reflete as florestas; o amarelo, que ilustra o sol e luminosidade; o vermelho e o laranja, relacionados às festas populares; o azul do céu e da água; e por fim, o branco, para as manifestações religiosas.A Marca Brasil foi incorporada a todo o programa de promoção, divulgação e apoio à comercialização dos produtos, serviços e destinos turísticos brasileiros no mercado internacional e está sob a gestão da Embratur, que é responsável pela autorização do uso, a partir de normas pré-estabelecidas no manual de aplicação. Programação:20 de novembro15h às 18hPAINEL 2: CULTURA E IDENTIDADE COMO PROMOTORAS DA MARCA PAÍSMesa composta por:Brasil: fator Brasil e eventos de alta visibilidadeWalter Ferreira, Assessor da Presidência, Embratur- Instituto Brasileiro de Turismo.Uruguai: Diplomacia pública e imagem paísLarissa Perdomo, Gerente de Imagem e Comunicação, Oficina de Marca País Uruguai XXI.Equador: Intercultural e Marca PaísPilar Neira, Subsecretaria de Serviços de Comércio, Ministério de Comércio Exterior.Mediador: Miguel Laborde, acadêmico e escritor, membro do Diretório de Fundação Imagem de Chile. Debates e Perguntas. 

  • EIBTM encerra calendário anual de feiras da Embratur

    EIBTM encerra calendário anual de feiras da Embratur

    Instituto estará na Feira de Negócios em Barcelona com 20 co-expositores de 18 a 20 de novembroO Brasil estará com um estande de 120 m² e 20 co-expositores na 27ª edição da The Global Meetings & Events Exibition (EIBTM), maior feira europeia voltada para o turismo de negócios, eventos e incentivos, que começa na próxima terça-feira (18/11), em Barcelona, na Espanha, e vai até o dia 20 de novembro. A participação da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) tem o objetivo de mostrar as estratégias de captação de eventos internacionais para o Brasil por meio das potencialidades dos destinos brasileiros.A feira EIBTM proporciona aos profissionais do segmento de Congressos, Negócios e Incentivo uma oportunidade de encontro por meio de reuniões pré-agendadas, durante três dias de evento. A feira engloba uma série de atividades voltadas à realização de ações de networking, orientação e educação profissional para visitantes e expositores.Em média, a feira conta com 15.000 profissionais da indústria turística, dos quais 8.974 são visitantesde 92 países diferentes. Cerca de 65.000 agendamentos são feitos antes da feira.“Participar da EIBTM é uma oportunidade de estar em contato com o público tomador de decisões. Um momento importante para defender o Brasil como destino preparado para receber eventos internacionais de diversos portes e perfis. A estratégia de captar eventos traz divisas e estimula investimentos para o País”, ressaltou o presidente da Embratur, Vicente Neto.O programa de apoio à captação para o segmento MICE (Meetings, Incentives, Congress and Exhibitions) é, atualmente, um dos que mais tem contribuído para o incremento do fluxo de turistas para o Brasil. A mais recente classificação do País no ranking da ICCA (International Congress and Convention Association) reflete grandes conquistas: o Brasil foi classificado como o 9º do mundo que mais sediou eventos internacionais em 2013 e demonstrou um crescimento de 408% no período entre 2003 e 2013 em número de eventos sediados, evoluindo no mesmo período da 19ª posição para 9ª. O próximo ranking será divulgado em maio de 2015.Pesquisa – Dados comprovam a importância que o segmento MICE tem para o turismo e como ele deve ser priorizado nas políticas de promoção do Brasil no mercado internacional.Os turistas de Negócios e Eventos gastam em média US$ 329,39 por dia no Brasil, segundo a “Pesquisa de Impacto Econômico Dos Eventos Internacionais Realizados no Brasil”, feita pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) para a Embratur. Esse valor é quatro vezes maior que as despesas dos visitantes internacionais que visitam o país em viagens de Lazer. Com uma permanência média de sete noites no País, a maioria dos entrevistados informou que pretende retornar ao Brasil – 38% em no máximo dois anos. Para 74% dos entrevistados, a imagem do País é positiva e 92% elogiaram a receptividade do povo brasileiro.A pesquisa foi realizada em 19 eventos internacionais realizados nas cinco regiões, entre os meses de abril e setembro deste ano, e ouviu 1.726 participantes. 

Agenda de Eventos

    Indisponível no momento. Tente novamente mais tarde.

    • Clipping

      MERCADOS E EVENTOS - Embratur estuda incorporar MICE em nova versão do Goal to BrasilAs novas edições do Goal to Brasil, que estão previstas para ocorrer em 2015, podem contar com divulgação do potencial MICE do país. A informação foi revelada ao M&E pela diretora de Produtos e Destinos substitua, Delma Andrade, a porta voz oficial da Embratur na EIBTM 2014.De acordo com ela, o turismo de negócios e eventos tem crescido consideravelmente no país, e agora pode ser impulsionado com a visibilidade conquistada através da Copa e, em breve, com as Olimpíadas. “Nessa nova versão do Goal, podemos levar centros de convenções e divulgar também nossos estádios como espaços para realização de eventos. Dessa forma estaremos promovendo tanto o lazer quanto os negócios”, explicou.Mesmo tendo caído duas posições no ranking da International Congress and Convention Association (Icca), o Brasil está dentro do Top 10, atualmente ocpuando a 9ª colocação. “Não existe final de preparação, mas desenvolvimento e atualização. Nossa meta é sempre ficar entre os dez primeiros. Variações sempre ocorrerão, para mais ou menos. Mas se formos considerar a meta conforme Plano Aquarela, estamos com um número significativo”.As decisões finais sobre as estratégias adotadas serão apresentadas na próxima reunião do Fornatur. “Existe ainda uma discussão global sobre a eficiência na participação nas feiras e nós, da Embratur, estamos também debatendo isso. Pode ser que ocorram ajustes tanto em termos de espaço e estratégia levando em consideração nossos mercados concorrentes e, claro, os mercados emissores”, contou Delma.Saiba mais: http://goo.gl/wjY93d

    • Notícias

      Destinos turísticos serão apresentados durante a Feira Internacional de Turismo de ArequipaEntre hoje (20) e amanhã os destinos turísticos brasileiros serão destaque durante a 23ª edição da Feira AVIT (Feira Internacional de Turismo de Arequipa), no Peru. A iniciativa é do Comitê Descubra Brasil no Peru, Embaixada do Brasil e Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo).Além do estande sobre o Brasil, a consultora do Escritório Brasileiro de Turismo na América do Sul, Alessandra Fernandes, realizará apresentações, detalhando os segmentos turísticos brasileiros para os operadores locais.Conforme os dados do Anuário Estatístico de Turismo, produzido pelo Ministério do Turismo, o Peru ocupa a 13ª posição no ranking de países que mais enviaram turistas ao Brasil no ano passado, quando 98.602 peruanos entram no País. Entre 2012 e 2013, houve um aumento de 7,18 % no número de entrada de turistas peruanos.Comitê Descubra BrasilNo Peru, o Comitê Descubra Brasil foi constituído em 2004 e tem a finalidade de aumentar o fluxo de turistas peruanos para o Brasil. Os comitês de promoção turística têm seu funcionamento junto aos Setores de Promoção Comercial das Embaixadas do Brasil no exterior e seguem as diretrizes estratégicas estabelecidas pela Embratur.

    • Artigos Brasil investe em mídia digital para promover o turismo internacional

      O Brasil vem passando por um amplo processo de exposição midiática gerado pela captação, promoção e realização dos megaeventos. Apesar de atrair um público cada vez mais eclético, pelos diversos perfis de interesse dos eventos esportivos, religiosos, culturais e científicos, as tendências mundiais do segmento turístico vêm sendo insistentemente comprovadas.Uma delas é a crescente utilização das mídias digitais para o planejamento, compra e compartilhamento da experiência de viajar, no caso, do turista estrangeiro que visita o país. Na Europa, por exemplo, 32% dos usuários de internet realizaram compras on-line de viagens de férias neste ano, segundo dados da Eurostat. Há cinco anos, esse índice era de 21%. Ainda segundo a consultoria, 75% das pessoas entre 16 e 74 anos da Comunidade Econômica Europeia usam a internet e, desse total, 59% realizaram algum tipo de compra on-line neste ano.Nesse contexto, é relevante citar que a estratégia e a decisão de investimento nas mídias digitais, inclusive nas ações de promoção do Brasil como destino turístico internacional, ganham, a cada dia, maior relevância no processo de planejamento das organizações públicas e privadas. E com o objetivo de melhorar o bom desempenho, a Embratur (Instituto Brasileiro do Turismo) vem ampliando suas ações de comunicação digital nos últimos anos, por meio do lançamento de aplicativos, de publicidade e de produtos e serviços de relações públicas.Um exemplo desse tipo de ação é a plataforma Sunny Days que ficou com o troféu de bronze na categoria melhor uso de mídia interativa, na etapa nacional do prêmio Ampro Globes Award. Criada com base na ideia de que a incidência do sol está diretamente ligada ao bom-humor, a ferramenta calculava quantos dias de sol a pessoa viveu no último ano e a convidava para visitar o Brasil e viver mais dias de sol e felicidade. Os resultados não podiam ser melhores: o site ficou no ar de dezembro de 2013 a fevereiro de 2014 e em um mês alcançou a marca de 27 mil visualizações, além de ter sido acessado em 90 países diferentes, com destaque para Estados Unidos, França e Reino Unido.O acesso ao Visit Brasil, portal de promoção do Brasil como destino turístico, por sua vez, aumentou 189% no Instagram entre julho e agosto deste ano, quando foram divulgadas fotos de cartões postais de cidades brasileiras feitas pelo russo Murad Osmann. O www.visitbrasil.com, rede social administrada pelo Instituto, divulga o País no exterior e conta, atualmente, com 6.438 “curtidas”.Após a ação, a média de curtidas nas fotos do perfil Visit Brasil subiu de 200 para 600. O fotógrafo russo publicou seis fotos do Brasil. Ao todo, foram mais de 1,2 milhão de interações nas imagens que destacaram os destinos brasileiros. Murad citou o Visit em todas as publicações, além de utilizar as hashtags #visitbrasil e #lovebrazil. Passamos de 2.108 seguidores em julho para 6.438 após a ação.Durante a ação, Murad divulgou o Maracanã, a Praia de Copacabana, o Cristo Redentor, o Rio Amazonas e as Cataratas do Iguaçu. O perfil do fotógrafo possui atualmente mais de 1,6 milhão de seguidores. Sua média é de 150 mil curtidas por foto, tendo algumas imagens batendo a casa dos 200 mil.Aproveitando a Copa do Mundo no Brasil, a Embratur se uniu ao Google para lançar uma campanha inovadora e promover três novos aplicativos nos principais países para o turismo brasileiro. O sucesso da campanha, que utilizava a abrangência e interação do YouTube, trouxe à Embratur um aumento de cinco vezes no volume de downloads dos aplicativos.A campanha se baseou em pesquisas do Google que demostraram que, nos primeiros cinco meses deste ano, a busca por assuntos relacionados ao Brasil foi 20% maior se comparado com o mesmo período de 2013, e dentre estas buscas, 27% foram feitas a partir de aparelhos móveis. Juntando estes fatos, Google e Embratur realizaram de 23 de junho a 23 de julho uma campanha inédita de divulgação dos aplicativos idealizados pelo Instituto para levar ao mundo informações sobre os destinos turísticos brasileiros.Os aplicativos Fellow Trip, Brasil Quest e Brasil Experience Mobile buscavam promover a Marca Brasil e construir uma relação ainda maior com os usuários de cada país. Como foco da campanha, estavam Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos e Argentina, mercados escolhidos pela quantidade de turistas destes países que já procuravam o Brasil antes da Copa do Mundo.Para a campanha, que visava o download dos aplicativos, foi utilizado, de forma inédita por um anunciante brasileiro, o formato YouTube Mobile App Promotion, que funciona em aparelhos móveis disponibilizando um link direto para que o usuário faça o download do app do cliente após a apresentação de um vídeo. Juntamente com este tipo de formato foi veiculado um vídeo de anúncio de engajamento na Rede de Display do Google voltado para mobile.O Fellow Trip, aplicativo para smartphones voltado para montagem de roteiro de acordo com o perfil do usuário, permitiu, por meio de parceria com o TripAdvisor, ver os reviews de pessoas que já estiveram em locais turísticos, além de compartilhar os roteiros criados por outros usuários.No Brasil Experience Mobile, aplicativo para smartphones, o usuário pode criar sua própria experiência: uma sequência de até 4 fotos com ritmos brasileiros como trilha sonora. Além disso, o viajante pode receber sugestões de roteiro para explorar nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo, bem como os atrativos próximos à sua localização ou buscar experiências por meio de palavras-chave e categorias de interesse.Com o crescimento do número de pessoas com acesso à internet e do uso de smartphones e tablets, praticamente incorporado ao dia a dia das pessoas, temos a possibilidade de ampliar nossas ações de comunicação digital, buscando contato de maneira mais direta com diversos públicos interessados em conhecer o Brasil, nossa cultura, nossa gastronomia e nosso povo.Vicente Neto é turismólogo e presidente da Embratur. 

Vídeos

Always