Embratur

Notícias

Embratur defende a redução de impostos em equipamentos do turismo náutico 13/08/2019

Embratur defende a redução de impostos em equipamentos do turismo náutico

Em reunião no Ministério da Economia, presidente do Instituto apresenta demandas antigas do setor e pleiteia o incentivo à comercialização de produtos no Brasil A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) deu, nesta terça-feira (13), um importante passo para incrementar o turismo náutico no Brasil. O presidente e o diretor de Marketing e Relações Públicas do Instituto, Gilson Machado Neto e Osvaldo de Matos Melo Júnior, respectivamente, estiveram com o secretário-executivo da Câmara de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Carlos Roberto Pio da Costa Filho, e apresentaram um pleito antigo do setor: a redução do imposto na compra de barcos no Brasil. Os representantes da Embratur apresentaram demandas fundamentais para o desenvolvimento do turismo náutico, visando, também, destravar licenças de naufrágios artificiais, construção de píeres e marinas, revisão da legislação que permite importação de veleiros e barcos de recreio e pesca esportiva. De acordo com o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, este também é um dos segmentos prioritários de promoção turística do Brasil, “segundo recomendações do próprio presidente Jair Bolsonaro”, disse. “Somos o país número um do mundo em recursos naturais no mundo, temos uma costa com cerca de 8 mil km, água quente e sol o ano todo, além de 9 mil km de margens com água doce. Precisamos nos unir e nos mobilizar, para transformar tudo isso em emprego e renda, de modo a tirar o turismo náutico do ostracismo em que se encontra hoje. Por isso, é de fundamental importância apresentarmos uma demanda antiga do setor aos representantes diretos do Ministério da Economia”, informou Gilson. Segundo o diretor da Embratur Osvaldo Matos, o setor movimenta estaleiros e produz valor agregado da ordem de 100 bilhões de dólares ao ano. Na área de serviços e marinas, a atividade náutica gera em torno de 3 postos de trabalho por barco acima de 25 pés. “O setor de turismo náutico movimenta estaleiros, pessoal de bordo (navegação e manutenção) e outros prestadores de serviço, produzindo valor agregado da ordem de 100 bilhões de dólares, além de toda a comunidade local, onde esse tipo de atividade é desenvolvida. A taxa de crescimento gira em torno dos 5% ao ano, um índice considerável. Em função disso, nosso objetivo é propor novos modelos de gestão e negócios na área, unindo conservação e desenvolvimento sustentável”, destacou o diretor Osvaldo. Além dos representantes da Embratur e do secretário-executivo, o encontro contou com a presença de André Germanos, secretário de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente; Gentil Venâncio, diretor do Departamento de Fomento e Projetos do Ministério do Meio Ambiente e Fernando Alcaraz, subsecretário de Estratégia Comercial da Câmara de Comércio Exterior.    Workshop – Em maio deste ano, enquanto secretário do Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, o presidente Gilson Machado Neto promoveu o 1º Workshop Nacional do Programa de Revitalização do Ecoturismo Náutico Brasileiro. Durante o workshop, de onde saiu um relatório com os principais pontos para o fortalecimento do setor, foram discutidos vários aspectos do segmento de Ecoturismo, com foco no turismo náutico, diagnosticados os gargalos e desenvolvidas estratégias para vencer os desafios e melhorar os serviços e as estruturas utilizadas na atividade no Brasil.

Notícias

Embratur garante participação em feiras internacionais 12/08/2019

Embratur garante participação em feiras internacionais

Eventos, que estão com inscrições abertas até hoje, só serão promovidos graças ao esforço do Instituto com a Governo Federal  Termina nesta segunda-feira (12), à meia-noite, o prazo das inscrições para participação nas feiras internacionais do segundo semestre da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Os eventos estão previstos na Agenda de Promoção Comercial do Turismo Brasileiro no Exterior. São quatro feiras em países como Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Japão, conforme o Edital de Chamamento Público Nº 9/2019, publicado no Diário Oficial da União. “Antes de assumirmos o compromisso de promover o Brasil no exterior, não havia orçamento disponível para a participação das quatro feiras do segundo semestre. Elas só estão confirmadas graças ao reforço que fizemos diante à Presidência da República, para angariarmos mais recursos e garantirmos a participação nestes importantes eventos. A Embratur, em concordância com a Presidência da República, aposta no Turismo para uma retomada do crescimento econômico do País”, garante o presidente do Instituto, Gilson Machado Neto. Mesmo com o cenário de contingenciamento vivenciado nos últimos anos, que reduziram a presença internacional do destino Brasil, a participação em feiras internacionais do setor é importante para o desenvolvimento do turismo estrangeiro no Brasil.    Nas feiras que estão com inscrições abertas, a estimativa de retorno é de mais de US$ 14 milhões, com base em valores de negócios gerados no ano passado. Somente empresas e entidades públicas e privadas cadastradas no Sistema de Controle de Inscrições em Eventos (SCIE) do Instituto poderão se inscrever. Para cadastramento e inscrição nesses eventos via SCIE, os interessados deverão acessar o site da Embratur (www.embratur.gov.br) e clicar em "Sistema de Controle de Inscrições em Eventos" na aba "INSCRIÇÕES - SCIE". A íntegra do edital de chamamento público também está disponível para consulta no site da autarquia. Para esclarecimentos de dúvidas, entre em contato com o Canal de Atendimento ao Coexpositor, pelo e-mail: inscricao.feiras@embratur.gov.br, ou pelo telefone +55 (61) 2023-8632. Confira a lista das feiras internacionais do 2º semestre de 2019: Setembro IMEX America Local: Las Vegas (Estados Unidos) Data: 10 a 12/09 Outubro Feria Internacional de Turismo da America Latina – FIT Argentina Local: Buenos Aires (Argentina) Data: 05 a 08/10      FITPAR – Feria Internacional de Turismo del Paraguay – FITPAR Local: Assunção (Paraguai) Data: 11 a 13/10 Feira Tej Tourism Expo Japan – JATA Local: Tóquio (Japão) Data: 24 a 27/10      

Notícias

Minas Gerais mira cultura e ecoturismo para atrair visitantes 12/08/2019

Minas Gerais mira cultura e ecoturismo para atrair visitantes

Estado visa trabalhar dois grandes atributos tradicionais da região para impulsionar a vinda de turistas nacionais e internacionais Cultura e Ecoturismo: Minas Gerais é referência nas duas áreas, e é com essa pegada que pretende ampliar ainda mais a chegada de turistas do Brasil e também de outros países. Essa abordagem foi tema da reunião entre a subsecretária de Turismo de Minas Gerais, Marina Simião, e do diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Osvaldo Matos de Melo Júnior, realizada no Instituto, na última sexta-feira (9). A representante do governo mineiro explicou que “tem buscado investir em soluções que promovam o desenvolvimento de atividades da economia criativa, como artesanato, música, além de artigos gastronômicos, que já são tradicionais da cultura do estado”. “Buscamos diversificar as ofertas culturais, criando roteiros específicos, como rotas da literatura, da música, da gastronomia, além do já tradicional turismo religioso do qual Minas é referência”, completou Marina Simião. A subsecretária ainda listou algumas ações para desburocratizar o setor, como a concessão de parques naturais estaduais, para atrair investimentos da iniciativa privada, contribuindo para a construção de infraestrutura e desenvolvimento de atividades ligadas ao turismo nestes locais, facilitando o trabalho de fiscalização do ecossistema, que é função do estado. O diretor da Embratur Osvaldo Matos de Melo Júnior reforçou que “é esse tipo de inciativa que o País precisa. Pessoas que acreditam no Brasil e querem promover mudanças, inclusive por meio do Turismo”. Osvaldo disse ainda: “a Embratur é do Brasil, e, onde o turismo tiver potencialidade, nós ajudaremos a promover”. A Embratur e a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais alinharam, também, ações de parceria, a fim de compartilhar dados de mercado que ambos órgãos possuem, além de buscarem desenvolver projetos específicos para promoção internacional dos atrativos do Estado, e assinarem um termo de cooperação com o Observatório do Turismo de Minas Gerais, formado pelos municípios, empresários e profissionais locais do segmento. 

Videos

Embratur e ANAC debatem a importância da abertura do mercado aéreo

Palestra na sede do Instituto abordou as medidas que o Governo Federal tem implementado para fortalecer o setor aéreo no Brasil

Mais Acessadas

Banner Governo

  • Portal Visit Brasil
Voltar ao topo