Embratur

Notícias

Pantanal brasileiro ganha destaque como destino ideal em 2019, por agência internacional 04/01/2019

Pantanal brasileiro ganha destaque como destino ideal em 2019, por agência internacional

Serras, praias, cavernas, cachoeiras, praias...O Brasil está em primeiro lugar no ranking mundial de países com recursos naturais e o Pantanal faz parte disso O Brasil é repleto de lugares lindos e o mundo está descobrindo isso. A agência de notícias Bloomberg, uma das maiores do mundo, elegeu nessa quarta-feira (2/1), 21 destinos para se conhecer em 2019 e deu destaque para o Pantanal brasileiro. Os lugares foram escolhidos pelos editores de tendências e correspondentes globais da agência de notícias, usando os critérios como oferta de passeios culturais, as grandes inaugurações de hotéis e os novos restaurantes que valem a pena conhecer. Logo no primeiro parágrafo da matéria, a Bloomberg cita o Pantanal brasileiro, a extraordinária fauna, a facilitação para a chegada de turistas internacionais e um novo navio de luxo operando na região, o Peralta Cruise Floating Hotel. Com 10 quartos, todos com vistas para a natureza, uma piscina enorme e a possibilidade de acesso as matas a qualquer momento. Para a presidente da Embratur, Teté Bezerra, esta notoriedade em um veículo internacional mostra a importância do Pantanal para o destino Brasil: “O turista que vai até a região conta com vivência, interação e observação da riqueza hídrica, da diversidade de fauna e flora e paisagens cênicas. O Pantanal é privilegiado em termos de biodiversidade”. Outros lugares do mundo listados pela Bloomberg, que vale a pena conhecer em 2019 foram: Quênia, Chile, Hong Kong, Granada e Ilhas Malvinas.

Notícias

Chegada de voos internacionais no Brasil registra crescimento em 2018 28/12/2018

Chegada de voos internacionais no Brasil registra crescimento em 2018

Estudo da Embratur mostra que houve aumento de 8% no número de voos quando comparado a 2017. Além disso, em 8 anos, houve crescimento de 29% na malha aérea internacional brasileira Em 2018, 63.788 voos internacionais foram registrados no Brasil, número que corresponde a 8% em relação ao observado durante todo o ano de 2017. Os dados são da Análise da Malha Aérea Internacional da Diretoria de Inteligência Competitiva e Promoção Turística da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), preparada mensalmente a partir de informações fornecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e companhias aéreas. Todas as regiões do País registraram aumento no número de voos e assentos disponíveis. No Sul, o crescimento foi de 36% de frequências e 32% de vagas; no Nordeste, foi de 20% de voos e 18% nos assentos; no Norte, são 1.430 voos diretos, 13% a mais quando comparado ao mesmo período de 2017, e houve, também, um aumento de quase 18% de vagas de assentos. Entre as cidades brasileiras que mais receberam voos internacionais no Brasil em 2018, Curitiba (PR) aparece em primeiro lugar da lista, com registro de crescimento de 61%. Em âmbito regional, o Sul registrou o maior crescimento mensal. Nessa região, foram registrados 71 voos internacionais a mais do que reportado em dezembro de 2017, uma alta de 30%. A segunda maior variação positiva foi observada no Nordeste, que recebeu 323 frequências, 10,62% acima do anotado em igual período do ano passado. Já no aeroporto de Brasília, único do Centro-Oeste que recebe voos internacionais e funciona como hub da região, houve um crescimento de 33% de frequências semanais e 27% de aumento no número de assentos. No Sudeste, que concentra a grande maioria dos desembarques internacionais no País, houve estagnação em relação aos meses de dezembro de 2018 e dezembro de 2017. De acordo com a presidente da Embratur, Teté Bezerra, isso se deve ao maior investimento das empresas aéreas no setor. “As companhias estão apostando e investindo em aeronaves maiores, com mais disponibilidade de assentos. Quando comparado os anos (de janeiro a dezembro de 2017 e 2018), o registro da Embratur foi de um aumento de 6% na quantidade de voos internacionais na região, que é importantíssima para o incremento da vinda de turistas ao Brasil”, explica a presidente. Outro destaque da análise de malha aérea da Embratur é para o número de voos internacionais para o Brasil nos últimos 8 anos. Foi registrado um crescimento de 29%, passando de 49.557 em 2010 para 63.788 registrados em 2018. Para a presidente da Embratur, Teté Bezerra, as medidas adotadas pelo governo brasileiro no setor aéreo, como a ampliação da participação estrangeira nas empresas aéreas nacionais, representam um avanço para o turismo e, principalmente, para o desenvolvimento econômico brasileiro. “O turismo é uma atividade com forte viés econômico. O aumento expressivo da conectividade aérea é um dos principais fatores de crescimento no número de turistas internacionais no Brasil. Com mais opções de voos e criação de novas rotas mais estrangeiros virão ao País movimentar nossa economia e, consequentemente, geração de emprego e renda”, destaca.

Notícias

Brasil registra aumento de gasto do turista estrangeiro no acumulado do ano 24/12/2018

Brasil registra aumento de gasto do turista estrangeiro no acumulado do ano

Resultados mostram aumento de 2,4%, enquanto as despesas de brasileiros no exterior recuaram quase 3% no mesmo período Os gastos dos turistas estrangeiros no Brasil apresentaram aumento de 2,4% no acumulado do ano, na comparação com o mesmo período de 2017. De janeiro a novembro de 2018, os visitantes internacionais deixaram nos destinos brasileiros cerca de US$ 5,43 bilhões, enquanto no ano passado a receita cambial do turismo fechou em US$ 5,31 bilhões. Apesar do resultado positivo, em novembro, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (24) pelo Banco Central, os gastos internacionais chegaram a US$ 464 milhões, correspondendo a um percentual de 4,3% inferior a novembro de 2017, quando a receita foi de US$ 485 milhões. A queda no mês de novembro, no entanto, é menor que a apurada em setembro: 8,28%. No movimento inverso, os brasileiros estão gastando menos no exterior, com quedas consecutivas desde junho passado, no comparativo com os mesmos meses de 2017. A despesa cambial turística no mês de novembro de 2018 foi de US$ 1,39 bilhão correspondendo a um percentual de 13,20% inferior ao mesmo período de 2017, quando a despesa foi de US$ 1,60 bilhão. No acumulado do ano, de janeiro a novembro de 2018, a despesa cambial foi de US$ 16,86 bilhões, correspondendo a um percentual de 2,96% inferior a novembro de 2017, quando a despesa foi de US$ 17,38 bilhões.      

Videos

WTM Londres 2018

Londres, capital do Reino Unido, é palco da World Travel Market 2018, como é conhecida a maior feira de turismo do Reino Unido, e uma das mais importantes do setor na Europa. Este ano, a Embratur conta com a participação de 25 co-expositores brasileiros, entre empresários e destinos que apresentam atrações e toda a diversidade do turismo nacional.

Mais Acessadas

Banner Governo

  • Portal Visit Brasil
Voltar ao topo